Central de operações recebeu denúncia de tiroteio, mas era apenas uma briga

Semi-joias que estavam em poder do distribuidor

Semi-joias que estavam em poder do distribuidor

Os acidentes que aconteceram no final da tarde desta sexta-feira (16) envolvendo uma viatura da Polícia Militar e uma ambulância do Corpo de Bombeiros tiveram um motivo comum.

Alarmados com a notícia de um tiroteio no Rua Belo Horizonte, tanto policiais quanto bombeiros se dirigiram até o local, porém ficaram envolvidos em acidentes na Av. Jô Sato.

A briga era entre um vendedor de semi-joias e um distribuidor. Nenhum deles ficou preso na Delegacia de Polícia Civil, nem responderá processo, por isso omitimos a divulgação de seus nomes.

O vendedor de semi-joias teria recebido na semana passada 3 malas contendo mais de R$80 mil do produto e um carro Ford Ka. Nesta sexta-feira (16), o distribuidor das semi-joias e um amigo foram até a casa do vendedor, pois não confiava mais com ele.

DSCN5811O vendedor ficaria com 30% das vendas, mas ao pedir a mercadoria ele disse que não estava mais com ele, foi aí que começou a desavença. Em meio a socos e pontapés, o distribuidor conseguiu pegar um pouco das joias (foto) e levou o Ford Ka, vermelho. Foi nesse instante que algum irresponsável alertou a polícia sobre um tiroteio e o Corpo de Bombeiros foi acionado.

A viatura da polícia militar acabou batendo com uma moto na Av. 30 com a Av. Jô Sato.

O Ford Ka, conduzido pelo distribuidor, foi detido e abordado por policiais armados no cruzamento da Av. Jô Sato com a Av. Tancredo Neves. A ação teria assustado a motorista do Voyage que acabou colidindo com a ambulância do Corpo de Bombeiros que seguia para atender o suposto tiroteio.

[tabs]
[tab title=”Rondônia Em Pauta”]Por Hernán Lagos[/tab]
[/tabs]

[print-me]