Policiais Militares do 3º BPM conduzem dois agentes por tráfico de entorpecentes em Vilhena

2018-06-12T08:45:21+00:0012 junho, 2018|

Na madrugada do sábado (09) Policiais Militares da Força Tática do 3º BPM apoiados por outra guarnição conduziram dois agentes por tráfico de entorpecentes, em Vilhena. Um simulacro de arma de fogo foi encontrado pelos policiais com um dos agentes.

Os policiais da Força Tática foram informados de que em uma residência no bairro Setor 19 estava com grande quantidade de entorpecentes. O local já era conhecido pelos militares como um ponto de venda de drogas denominado “Boca de fumo da Rose”.

Na sequência, os policiais apoiados pela  guarnição do centro, foram ao endereço e em contato e com a autorização da proprietária Rosemery C. S. realizaram buscas na residência. No interior do sofá foi encontrado um invólucro contendo aproximadamente 12 gramas de crack e uma tesoura. A mulher disse que iria vender o entorpecente e receber outra quantia que já havia encomendado de um indivíduo chamado Rafael.

Diante do relato da conduzida as viaturas policiais foram retiradas do local e cerca de 10 minutos depois Rafael L. S. foi até o endereço. Em revista pessoal foi encontrado escondido nas roupas íntimas dele a quantia de aproximadamente 10 g de crack, no bolso da calça a quantia de R$420 em espécie.

Indagado pelos policiais sobre o entorpecente, o homem relatou que tinha negociado com Rosemery e estava ali para entregar a droga pela quantia de R$160. Explicou que buscava entorpecentes nas cidades de Corumbiara e Cerejeiras e, inclusive, nessa última cidade havia adquirido um quilograma de crack de um homem conhecido como “Folha” pela quantia de R$10 mil e, disse ainda, que possuía cerca de 600 gramas na residência dele.

As guarnições foram até a casa em que Rafael indicou como sendo um dos locais onde reside e em revista no quarto em que o conduzido confirmou ser o seu, foram encontrados uma substância entorpecente aparentando ser crack com mais de 600 gramas, uma balança de precisão, um canivete e uma tesoura cinco lâminas.

No outro local em que o conduzido Rafael informou possuir residência também foi revistado e os militares encontraram um simulacro de arma de fogo (pistola) e uma porção com aproximadamente um grama de substância entorpecente aparentando ser crack.

Diante dos fatos foi dada voz de prisão aos conduzidos, que foram encaminhados à Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp).

Assessoria do 3º BPM