pcSindicalistas das categorias da Polícia Civil estão revoltados com a decisão do Governo de Rondônia, que, a poucas horas de expirar o prazo para deflagração de greve geral, recebeu o que consideram a mais absurda proposta já apresentada pela administração de Confúcio Moura (PMDB). O Plano de Cargos e Salários (PCCR) foi apresentado pelas autoridades estaduais na segunda-feira como um grande avanço, mas na verdade, segundo o secretário-geral do Sinsepol, Clênio Rabelo, há redução gradual de vencimentos em todas as categorias da Polícia Civil. A opinião é compartilhada pelo presidente do Sindicato dos Delegados (Sindepro), Alessandro Morey, que lamentou ainda a tentativa do Governo em apresentar dados irreais, ao enviar à imprensa notícia tranquilizadora em que garantia grandes mudanças no PCCR. Segundo representantes do Executivo, as alterações nos vencimentos são adequações a previsão da Constituição Federal, o que é rebatido pelos sindicalistas.

O prazo para apresentação de um PCCR que contemple de forma positiva as categorias encerra nesta quarta-feira. A greve deve começar no dia seguinte.

[tabs]
[tab title=”Rondônia em Pauta”]Fonte: RONDONIAGORA[/tab]
[/tabs]

[print-me]