Vítima se fingiu de morta para despistar o atirador, após ser levar tiro no rumo da cabeça. Segundo suspeito de participação no crime não foi localizado.

O suspeito de tentar matar um homem no bairro Jardim Santana, na Zona Leste de Porto Velho, em fevereiro deste ano, foi preso pela polícia Civil. A prisão aconteceu na quarta-feira (26), após quatro meses de investigações. Segundo a Civil, Jozafá Maciel de Carvalho e um segundo suspeito chamado Samuel são os autores do crime.

Conforme a Polícia Civil, a vítima contou durante as investigações que foi rendida na rua, levada a um matagal e colocada de joelhos para ser executada.

Para se defender, a vítima colocou a mão na nuca antes do disparo. O projétil atingiu a mão dele, foi desviado e ficou alojado na coluna. Em seguida, ele se fingiu de morto para que os suspeitos fossem embora.

Ele também contou que, após o crime, ouviu Jozafá dizer que ia buscar uma pá e uma enxada para enterrá-lo. Depois que a dupla foi embora, o homem conseguiu rastejar até a casa onde mora para pedir socorro.

As investigações da 8ª delegacia, na Zona Leste, apontaram a motivação do crime como um suposto roubo de uma bomba d’água de Jozafá, cometido pela vítima.

Com mandados de prisão temporária concedidos pela Justiça, os policiais da 8ª delegacia fizeram buscas e conseguiram prender Jozafá na quarta-feira. No entanto, Samuel não foi localizado e segue sendo procurado pelos policiais.

Crime

A tentativa de homicídio aconteceu no dia 11 de fevereiro deste ano, na Rua Raimundo Cantuária, quando a vítima ia para casa e foi rendida por dois homens usando uma arma de fogo. O homem foi levado para um matagal, onde foi atingido com um tiro na nuca.

G1 – RO