Confúcio faz retrospectiva de seus mandatos, mas ignora herança de dívidas e dificuldades financeiras deixada para Marcos Rocha

O emedebista escreveu mais um texto em seu blog particular folheando os supostos louros de seus longos oito anos de administração

Porto Velho, RO – O ex-governador Confúcio Moura, do MDB, fez uma espécie de retrospectiva em seu blog particular abordando pontos positivos de seus quase oito anos de mandato, especialmente obras concluídas e entregues.

Além disso, chegou a mencionar referências apresentadas pela mídia nacional que, de acordo com o emedebista, coloca Rondônia entre os seis únicos Estados do País a “deixar a casa em ordem”, ou seja, com as contas em dia.

O senador da República eleito não faz uma autocrítica sequer.

Saiu do Tribunal de Contas do Estado (TCE/RO) ainda no período de eleição um diagnóstico preciso acerca dos cofres públicos rondonienses.

A situação econômica está tão precária que a reunião com os postulantes ocorreu em tom de alerta; à época, os conselheiros deixaram claro aos candidatos ao Governo de Rondônia que a gestão financeira da Administração Pública teria de ser levada a rédeas curtas e com total austeridade.

RELEMBRE
Deixado por Confúcio, rombo no IPERON avaliado em mais de R$ 152 milhões passa direto por Daniel Pereira e cai no colo de Marcos Rocha

Aliás, se a casa está em ordem, Confúcio precisa explicar a Marcos Rocha por que deixou de herança ao novo chefe do Executivo um rombo avaliado em mais de R$ 152 milhões nas contas do Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Estado de Rondônia (IPERON).

Confira a íntegra da postagem de Confúcio Moura

Autor / Fonte: Rondoniadinamica