Relatório final da comissão que investiga o convênio entre a Prefeitura e o Governo Federal será julgado nesta quinta-feira (9)

image

O vereador Carmozino Alves é o presidente, Vanderlei Graebin é o membro e Célio Batista é o relator da Comissão Parlamentar de Inquérito

[pullquote]Verba federal desviada era destinada à construção do Hospital Infantil e Maternidade[/pullquote]

[dropcap]A[/dropcap] Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI foi instaurada na Câmara de Vereadores de Vilhena para apurar as irregularidades em uma obra pública federal. A CPI investiga o convênio 198/2009 entre a Prefeitura Municipal e o Governo Federal, destinado à construção do Hospital Infantil e Maternidade.

Foram R$ 430 mil transferidos para a conta mestre da prefeitura que foram destinados para fazer pagamento dos servidores públicos, mas que foram devolvidos, configurando o desvio de finalidade.

Por meio do edital de convocação nº 09/2015 será realizada uma sessão extraordinária às 9h desta quinta-feira (19) na Câmara de Vereadores para julgar o relatório final da comissão que pode, eventualmente, cassar o mandato do prefeito José Luiz Rover.

A CPI foi instaurada no dia 18 de setembro, dias depois de a Polícia Federal entregar à Câmara de Vereadores documentos que comprovam o desvio de finalidade da verba federal destinada à construção do Hospital Infantil. A denúncia da PF ocorreu em meio às investigações da Operação Stigma que trancafiou atrás das grades, preventivamente, o ex-secretário de Integração Governamental Gustavo Valmorbida primo de Rover e o ex-secretário de Saúde Vivaldo Carneiro.

Da redação do Rondônia em Pauta