Assembleia informou que invasores enviaram mensagens pedindo dinheiro a contatos dos parlamentares.

Servidores da Assembleia Legislativa de Rondônia também foram clonados — Foto: Diêgo Holanda/G1
Servidores da Assembleia Legislativa de Rondônia também foram clonados — Foto: Diêgo Holanda/G1

Cinco deputadores estaduais tiveram as linhas de celulares clonadas e contas do Whatsapp invadidas por criminosos, segundo revelou a Assembleia Legislativa de Rondônia (ALE-RO) nesta quarta-feira (4). Os números de telefones afetados pela invasão são os funcionais, ou seja, mantidos pela Assembleia.

Os deputados que tiveram os celulares invadidos são: Anderson Pereira (PROS), Ismael Crispim (PSB), Jair Montes (PTC), Jean Oliveira (MDB) e Rosângela Donadon (PDT).

A ALE informou ainda que os celulares usados por servidores da Casa de Leis também foram clonados.

Deputado Anderson do Singeperon registra boletim após invasão — Foto: Diêgo Holanda/G1
Deputado Anderson do Singeperon registra boletim após invasão — Foto: Diêgo Holanda/G1

De acordo com o legislativo, após assumirem os números usados pelos deputados, os invasores pediram empréstimos via transferência bancária e depósitos para várias pessoas.

A assessoria de comunicação da ALE não informou se os criminosos conseguiram obter algum dinheiro com as mensagens enviadas aos contatos dos deputados.

Os deputados estão registrando boletim de ocorrência por causa da invasão, e uma investigação deve ser aberta pela Polícia Civil, nas próximas horas, para descobrir os autores da invasão.

Por Diêgo Holanda, G1 RO — Porto Velho