Luizinho e Japonês conversaram com produtores rurais e discutiram melhorias para zona rural

Na última semana o prefeito de Vilhena, Eduardo Japonês, acompanhado do deputado estadual Luizinho Goebel e dos secretário de Obras, Carlos Schramm, e Planejamento, Ricardo Zancan, estiveram reunidos com produtores rurais da linha 130 e Associação Águas Claras, na zona rural do município.

Os produtores reivindicaram a construção de uma escola na região. Após ouvir os participantes, Japonês informou que a Prefeitura realizará estudos aprofundados para a implantação da mesma, a fim de verificar se quantidade de crianças na região comportaria a edificação de uma unidade escolar própria para o local.

“Ainda assim, agora que a seca está começando, nossas máquinas farão um trabalho de qualidade nas estradas rurais e o transporte escolar, direito de todos os estudantes, funcionará bem enquanto a escola não puder ser feita aqui”, revela Japonês.

Luizinho lembrou aos produtores da força do Projeto Balde Cheio, que pode ser implantado nas propriedades com apoio da Secretaria Municipal de Agricultura. Sobre a qualidade das estradas, o prefeito revelou que máquinas e recursos serão utilizados através do MAPA (Ministério da Agricultura), em um programa do Governo Federal que irá recuperar 33 quilômetros de linhas da região com acompanhamento de fiscais da Prefeitura.

“É importante valorizar o homem do campo, pois é ele que coloca a comida na nossa mesa. Sempre estive em contato com produtores, executando serviços para eles. Tanto que me apelidaram de ‘amarelinho’. Isso me deu uma proximidade grande com eles e sei bem de suas necessidades. Junto com o prefeito Eduardo Japonês tenho certeza que conseguiremos atender muitos de seus pedidos”, destacou Luizinho Goebel.

Japonês destacou também que já estão em processo licitatório a compra de novas retroescavadeiras, caminhões caçambas, pás carregadeiras, motoniveladora, entre outras máquinas, avaliadas em cerca de R$ 15 milhões para renovação da frota da Secretaria Municipal de Obras.

“Desde que começamos a gestão ano passado, mais de 50% das máquinas estavam quebradas, trabalhamos muito para recuperá-las. É urgente a necessidade de renovação dessa frota”, explica o secretário de Obras, Carlos Schramm. Segundo ele há 2,5 mil quilômetros de estradas rurais nos limites do território de Vilhena, o que representa um desafio imenso para a Prefeitura.

Semcom