Deputado estadual negligencia a crise que a Saúde está passando e destina verba para parque que não poderá abrir este ano, durante a pandemia. Projeto foi solicitado ao deputado pelos vereadores Natálio, Evandro da Farmácia e Rudi Naue.

O parque de exposição de Colorado do Oeste será contemplado com uma passarela (observatório) para a realização de leilões de bovinos. A obra será realizada com recurso no valor de R$ 143 mil, de emenda do deputado Ezequiel Neiva (PTB). O prefeito Professor Ribamar anunciou nesta semana a assinatura da ordem de serviço autorizando a empresa a iniciar a construção.

Ezequiel Neiva afirmou que a passarela é importante para a ampliação de investimentos da pecuária na região. Disse que o parque de exposição é um centro de negócios de bovinos, onde são comercializados cerca de 10 mil animais por ano, conforme dados da Associação de Criadores de Colorado, fomentando a economia local. O projeto foi solicitado ao deputado pelos vereadores Natálio, Evandro da Farmácia e Rudi Naue.

Membro da associação de criadores de Colorado, Ênio Milani, ressaltou que o parque de exposição tinha um observatório, mas foi derrubado devido ao estado precário. Milani destacou que a passarela é vital para melhorar a qualidade dos leilões. “Hoje, compradores e vendedores só tem a visão lateral dos animais. O observatório oferece visão ampla, incentivando a comercialização”, explicou o pecuarista.

Saúde

Mesmo assim, com toda a pompa anunciada pelo deputado, não houve anúncio concreto que, pelo menos, traga alívio à situação da saúde, ainda mais na crise provocada pelo covid-19 que impede que o parque de exposição de Colorado do Oeste seja aberto.

A população coloradense tomou com estranheza a destinação do recurso: “Por que não investe no hospital que está precisando?”, comentou a coloradense Valcilene Fagundes .

Tentou justificar

Em resposta, em uma rede social, Ezequiel Neiva tentou justificar alegando que tinha destinado R$ 500 mil para a reforma do Centro Cirúrgico de Colorado e a obra está em licitação. Porém a resposta veio no ato, pois há falta de médicos na cidade e também faltam respiradores, um dos moradores afirmou que o cidadão coloradentes tem que passar vergonha em outros município devido à precariedade da saúde em Colorado. Sem médicos, do que adianta investir na reforma de um Centro Cirúrgico?

“Foi um tiro no pé investir em parque de exposição numa crise dessa”, afirmou o coloradense Júnior Silva.

Da redação do Rondônia em Pauta