PT confirma pré-candidatura de Padre Ton ao governo e descarta aliança com PMDB no primeiro turno.

[pullquote]Além de lideranças dos municípios que compõem o regional da Zona da Mata, o encontro contou com a presença de petistas de Ji-Paraná, Presidente Médici e Cacoal.[/pullquote]

[dropcap]O[/dropcap] Partido dos Trabalhadores (PT) realizou domingo (30), na Câmara de Vereadores de Rolim de Moura, mais um encontro regional para debater a conjuntura eleitoral e a formação de alianças para as eleições deste ano.

Os petistas confirmaram a pré-candidatura de Padre Ton ao governo, o que havia sido deliberado em Ji Paraná no encontro estadual sábado. Presidente do partido em Rolim de Moura, Marcio Mateus recepcionou os prefeitos de Cacoal e Presidente Médici, respectivamente Padre Franco e Lurdinha do Sindicato, e os deputados federais Padre Ton e Anselmo de Jesus.

Padre Ton discursa para a militância durante encontro em Rolim de Moura

Padre Ton discursa para a militância durante encontro em Rolim de Moura

O senador Ivo Cassol (PP) também esteve presente ao encontro, respondendo o convite dos parlamentares do PT. Em seu discurso, o senador destacou que durante os primeiros anos de seu mandato tem buscado ajudar os prefeitos, na condição de parceiro das cidades porque também já foi prefeito e sabe das necessidades dos gestores.

Ao falar do processo eleitoral, Cassol mencionou as conversas que o PT e PP vem realizando. Para o senador, o PT de Rondônia evoluiu, deixando no passado “pensamentos que atrapalhavam o diálogo com outros partidos e prejudicavam toda a população porque impediam a construção de uma aliança forte”.

De acordo com o senador, o avanço petista está contribuído para que o foco seja o crescimento do Estado: “Hoje estamos discutindo uma aliança com o PT, mas não é por mim, nem pelo Padre Ton. Iniciamos esta conversa pelo Estado e pelo povo que aqui reside”, ressaltou Cassol.

O senador sugeriu ainda que o grupo continue conversando, mas que seja mantido o foco principal que é um projeto político em prol do povo. Confirmado no sábado, 29, como pré-candidato ao governo, em reunião do diretório estadual de seu partido, Padre Ton disse que a partir da morte do ex-deputado Eduardo Valverde o PT enfrentou dificuldades, mas sua eleição para a presidência da sigla representou uma esperança para mobilizar e reorganizar a militância em Rondônia.

Padre Ton destacou que agora o partido está organizado nos 52 municípios e estes encontros regionais tem ajudado a discutir o processo eleitoral. O deputado lembrou que as conversas com partidos aliados em Brasília, como é o caso do PP, tem o propósito de organizar uma grande aliança para governar o estado, com um olhar atento para o bem estar da população.

”Precisamos retomar o crescimento de Rondônia, promovendo o desenvolvimento deste povo. Agradeço as lideranças do PP e de outros partidos que vieram para este encontro em Rolim de Moura. Precisamos aproximar a população para debater um projeto para o estado, focando na melhoria da qualidade de vida das pessoas e na infraestrutura”, disse o deputado. O encontro realizado em Rolim de Moura serviu também para confirmar as pré-candidaturas a deputado estadual do vice-prefeito de Nova Brasilândia, Emerson Carvalho, do ex-vereador Marcio Mateus, de Rolim de Moura e de Nandi Capelini, de Santa Luzia do Oeste.

Tudo Rondônia