Goebel e a lorota de Pimentel – Valdemir Caldas

2013-10-30T19:05:32+00:0030 outubro, 2013|

Como parlamentar, Goebel deve ter um excelente plano de saúde, com direito a atendimento de primeiro mundo. Talvez, por isso, nunca tenha precisado recorrer aos péssimos serviços do JP II.

Deputado-Luizinho-Goebel---Mamógrafo-para-Vilhena[dropcap]D[/dropcap]emorou, mas parece que o deputado estadual Luizinho Goebel (PV) descobriu aquilo que a população de Porto Velho já sabia há muito tempo, ou seja, que o sistema público de saúde tanto estadual quanto municipal está uma merda.

Tem-se a impressão de que Goebel estava mergulhado em profundo estado de torpor, acordando somente agora para a realidade. Querer tirar onda de mulher traída na lua-de- mel, dizendo que foi enganado pelo secretário estadual de saúde, Williames Pimentel, é pretender subestimar a inteligência da população.

Não é de hoje que pessoas vêm morrendo à mingua e outras tantas aguardam a morte nos corredores e dependências do inferno chamado Hospital João Paulo II. E o que Goebel e seus colegas de ALE/RO fizeram de concreto, até o momento, para, pelo menos, aplacar o sofrimento daquela gente?

À semelhança de Pimentel, só mentira. Aliás, desde que chegou à SESAU, levado pelas mãos do padrinho senador, Pimentel não tem feito outra coisa senão mentir para a população. É uma bazófia atrás da outra.

Como parlamentar, Goebel deve ter um excelente plano de saúde, com direito a atendimento de primeiro mundo. Talvez, por isso, nunca tenha precisado recorrer aos péssimos serviços do JP II. É provável que nunca lá tenha colocado os pés, nem como visitante. Caso contrário, saberia que Pimentel está mentindo, descaradamente,quando afirma que a saúde do rondoniense vai muito bem.

Na noite do dia 28, moradores da zona leste da capital interditaram a rua que dá acesso a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro JK I em sinal de protesto por falta de atendimento. Vai ver Goebel não viu o noticiário da TV nem leu os jornais e sites de notícias.

A saúde do rondoniense está na UTI, precisando de um tratamento de choque. Choque de competência, de seriedade, de responsabilidade e de respeito, não somente para com a vida das pessoas, mas, também, dos profissionais da área. Afinal, como atribuição do Estado, o sistema de saúde não pode coexistir com a ineficiência, a carência de recursos e a falência de hospital e postos de atendimento.

O Conselho Regional de Medicina, o Ministério Público de Rondônia, a OAB/RO, os sindicatos dos servidores que prestam serviços à saúde, enfim, todo mundo sabe da situação de extrema penúria pela qual passa a saúde pública, mas só o deputado Goebel não sabia.

[print-me]

Leave A Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.