Lizangela Rover e cerimonialista do Estado trocam farpas em evento

2013-05-24T14:45:01+00:0024 maio, 2013|

Acusações veladas, insinuações e trocas de farpas viram o fato político de uma manhã que deveria ser festiva e comemorativa

Lizangela versus Freitas, troca de farpas entre os dois deram o tom político do evento dessa sexta-feira

Lizangela X Freitas, troca de farpas entre os dois deram o tom político do evento dessa sexta-feira

[dropcap]E[/dropcap]ra para ser uma manhã festiva, com o anúncio de construção de 20 quilômetros de asfalto em Vilhena e entrega de 200 casas populares pelo programa “Minha casa, minha vida”, do governo federal em parceria com estados e municípios. O palco montado para as comemorações, porém, logo foi convertido em palanque político, num primeiro momento, e quase se transforma em ringue, num segundo momento. Na mira de tiro estavam, entre outros, a primeira dama de Vilhena, Lizangela Rover, e o cerimonialista do governo do Estado, Roni Freitas.

                Num mesmo palanque juntaram-se políticos de diferentes tendências políticas no Estado. Não deu outra. Acusações veladas, trocas de farpas e animosidades deram a tônica. No palco, em maior número estavam os governistas ligados ao PMDB, representados na cerimônia pelo senador Valdir Raupp, pelo deputado federal Natan Donadon, pelo deputado estadual Marcos Donadon, pelo vereador vilhenense Júnior Donadon, pelo diretor geral do Departamento de Estradas e Rodagem (DER), Lúcio Mosquini, pelo secretário de Estado de Assistência Social, Marcio Antônio Félix, entre outros.

DSCN2454

                Do outro lado da contenda estavam o prefeito de Vilhena, José Rover (PP) e a primeira dama do município, Lizangela Rover. No evento marcaram presença também o senador Acir Gurgacz (PDT), o vice-governador, Airton Gurgacz (PDT) e o deputado estadual Luizinho Goebel (PV) – esses últimos adotaram uma postura neutra e conciliatória em meio aos desentendimentos. Entretanto, não perderam a oportunidade de antecipar suas campanhas eleitorais, uma vez que o palanque político foi montado e colocado à disposição de todos.

Lúcio Mosquini, titular do DER

Lúcio Mosquini, titular do DER

                ACUSAÇÕES – A primeira animosidade foi disparada pelo titular do DER, engenheiro Lúcio Mosquini. Ao discursar, ele foi enfático em afirmar que os recursos para a pavimentação de 20 quilômetros de asfalto em Vilhena são oriundos dos cofres do Estado e não conta com contrapartida alguma da prefeitura municipal. Esse é um fato, mas pela forma como foi apresentado, não deixou de ser constrangedor para o prefeito, uma vez que o discurso foi proferido justamente ao seu eleitorado.

Rover cedeu espaço a esposa Lizangela

Rover cedeu espaço a esposa Lizangela

                O cerimonial do governo do Estado –  por descuido ou por querer – não reservou tempo para o discurso da primeira dama, Lizangela Rover. Utilizando-se do tempo de fala do marido, a primeira dama começou por afirmar que “estou usando do tempo do meu esposo porque não me foi dado o direito à palavra”. Lizangela continuo dirigindo-se aos grevistas do Serviço Público Estadual presentes (educação, justiça, Polícia Civil e agentes penitenciários), insinuando que as dificuldades pelas quais passam são frutos dos políticos que estão no poder por força dos votos da população (uma alusão clara ao governo de Confúcio Moura).

Primeira dama Lizangela Rover

Primeira dama Lizangela Rover

                “Quero deixar bem claro que não tenho pretensões políticas; o político da minha família chama-se José Rover”, afirmou a primeira dama. De repente, houve um corte no sistema de som – um convite para o término do discurso de Lizângela. Ironicamente, a primeira dama agradeceu pela “educação” da equipe de cerimonial do governo e encerrou a fala – aplaudida pela população presente. O cerimonialista Roni Freitas, então, declarou: “gostaria de agradecer aos servidores públicos municipais por terem vindo aqui para aplaudir o prefeito e a primeira dama”. Ao final, ainda lamentou que o evento tenha se transformado em palanque político.

Grevistas

Grevistas

[tabs]
[tab title=”Rondônia Em Pauta”]Por Hernán Lagos[/tab]
[/tabs]

[print-me]

8 comentarios

  1. lEITOR 24 maio, 2013 at 3:44 pm

    Pelo o o menos o café da manhã, foi muito harmonioso, o que era para ser um evento dedicado a população beneficiada pelo habitacional, virou politica sem principio pelos demais do Estado.

  2. mane 24 maio, 2013 at 5:12 pm

    FALO COM CONHECIMENTO DE CAUSA ESSE LOCUTORZINHO AI E PAGA PAU DOS DONADON E MAIS GOVERNADOR O SR. TRATA DE TIRAR ESSE CARA DAI POR QUE ELE SEMPRE TRALHOU PRA ESSES CARAS E MAIS SABE QUE O EVENTO E DE UMA GRANDE INVERGADURA E MAIS E PRO POVO….

  3. Servidor 24 maio, 2013 at 5:36 pm

    Lizangela calou a boca desse senhor, que junto com o cerimonial do estado fez pouco caso da importância da SEMMA para o programa habitacional no município de Vilhena, com classe e postura ela o colocou no devido lugar, parabéns Lizangela, Guerreira, continue assim.

  4. CARLOS GAP 24 maio, 2013 at 7:35 pm

    nisso tudo, do lado dos grevistas, fica a certeza de que as promessas não cumpridas até agora pelo atual Governo, nunca serão, e o desgaste já é tanto que já estão até desligando microfones, mas para nós povo, resta uma única arma, o voto do próximo pleito, e é pensando nesta nossa “arma”, e na certeza que a atual gestão estadual tem de que as promessas estão bem longe de ser cumpridas em todos os segmentos da máquina administrativa é que atitudes arbitrárias como as de hoje vão se repetir toda vez que alguém tenha coragem de empunhar um microfone e escancarar estas verdades, quem não cumpre o que promete, maquia as realizações pagando midia pra divulgar o que não faz, não irá aceitar ouvir a verdade.

  5. victor 24 maio, 2013 at 8:23 pm

    Atitude covarde do cerimonial do governo pois o fato envolvendo a lizangela foi um dos tantos erros dessa equipe despreparada e sem proficionalissmo e sem comando pois o cidadão que se diz responsavel pelo cerimonial do governo rebateu e descumpriu ordens do vice governador…. bando de frojos ridiculos foi só falarem que a lizangela vai ser candidata ja estão se cagando de medo…..

  6. JOSÉ 25 maio, 2013 at 7:38 am

    Seja qual for,a sigla partidária, num evento como esse temos o dever de respeitar qual quer que seja o líder politico.o respeito é fundamental,esse líder do governo foi infeliz ao desligar o microfone da primeira dama,digo isso porque votei nesse governo(Confucio) e a sua votação fui expressiva em Vilhena,por isso é que tem, que ter respeito de ambas as partes.

  7. Paulo 25 maio, 2013 at 6:00 pm

    nao adianta cortar o microfone da primeira dama ela tem gogo para falar a verdade.
    que vergonha luizinho fazer discurso voce sentiu as vaias junior donadon nao devia estar no palanque deveriam mostrar as casas que os donadon entregaram nao pegar carona no bonde alheio.

  8. Fernando 26 maio, 2013 at 10:14 pm

    Como o Vereador Junior Donadon não deveria estar no palanque? O evento do Governo que é do seu partido. (PMDB) E como vice Presidente da Câmara Municipal na ausência do Presidente, ele o representa. Quanto ódio, não é mesmo?? o Mal por si só se destrói. Vai enfrente vereador.

Leave A Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Informações para contato

Mobile: (69) 9 9929-6909

Web: rondoniaempauta.com.br