O estabelecimento estava passando por uma ampla reforma, sofrendo adequações necessárias para que a carne ali manipulada esteja dentro dos padrões sanitários

Anedino-licenca

[dropcap]N[/dropcap]esta segunda-feira, esteve reunido na Secretaria de Desenvolvimento Ambiental, o prefeito de Colorado do Oeste Anedino Pereira, juntamente com o sócio-proprietário Elizeu Ferreira de Almeida, para receberem das mãos da secretária de Estado Nanci Maria Rodrigues da Silva, a licença de operação do Abatedouro.

Anedino destaca que a licença para funcionamento e operação do abatedouro significa para o município um importante avanço. “Além de proporcionar o aumento da arrecadação, porque todo o animal abatido obrigatoriamente deve vir acompanhado da nota fiscal do produtor e, por consequência, a carne vai para o estabelecimento que a comercializa, o qual está pagando ICMS, o abate clandestino não deverá ocorrer mais, e ainda gerando empregos diretos e indiretos”, diz o prefeito, ressaltando que aquele produtor que produz seus animais e quer abater para consumo próprio pode também dispor da estrutura.

Os trabalhos foram acompanhados pela vigilância sanitária e pelo médico veterinário do município Dr. Rogério Mandu. O trabalho do médico veterinário acompanha desde a chegada do animal vivo até o abate, quando faz a inspeção no animal para avaliar as condições que vão permitir que a carne chegue posteriormente à mesa do consumidor com qualidade para ser consumida.

O empreendimento abaterá por mês cerca de 350 bovinos e 250 suínos, que são consumidos nos mercados, açougues e comércios locais. Anedino agradeceu a ação do deputado estadual Luizinho Goebel, que atuou de maneira decisiva para que a documentação burocrática fosse conduzida em tempo hábil, já que Colorado estava comercializando carne de outros municípios, encarecendo assim o produto em sua venda.

 [tabs]

[tab title=”Rondônia Em Pauta”]Da Assessoria[/tab]
[/tabs]

[print-me]