Corumbiara: Vice-prefeito anuncia demissão de comissionados e afirma que reivindicações de grevistas não serão atendidas

2013-09-04T14:29:59+00:0004 setembro, 2013|

Servidores da educação municipal de Corumbiara paralisaram atividades nesta terça-feira (3)

foto-(2)[dropcap]E[/dropcap]m entrevista ao Rondônia Em Pauta, o vice-prefeito do município de Corumbiara, Emerson Teixeira de Souza (PMDB), deixou claro que não há como atender às reivindicações dos servidores em greve. “A greve é geral. Todos os municípios estão estourados e no limite pelo corte de repasse do Governo Federal. Estamos pagando o piso, conforme a Lei”, afirmou Emerson.

No município há quatro escolas municipais, delas a Mundo Mágico e Pé da Serra estão em greve, já a Eliconia e Vital Brasil continuam suas atividades normais, portanto, a paralisação não conta com a adesão de toda a categoria.

O vice-prefeito também afirmou que haverá uma demissão em massa no mês de outubro, caso a receita municipal não melhore. O corte nos gastos do erário visa atingir a meta e cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal.

Greve

Os professores municipais iniciaram, nesta terça feira, uma greve por tempo indeterminado. Segundo informado, deve-se ao fato de o executivo municipal não cumprir com acordos feitos com a categoria, pois o mesmo nomeou uma comissão para elaboração do plano de carreira cargos e salários do magistério público e que este ao ser elaborado seria levado à apreciação da Câmara para aprovação. Logo que a comissão terminou o Plano, foi encaminhado ao executivo no dia 24 de julho do corrente ano e até a presente data nenhuma atitude foi tomada.

O executivo foi procurado pela categoria para uma solução amigável para o problema, mas disse simplesmente que nada poderia fazer porque o limite prudencial da folha de pagamento do município está estourado.

O prefeito juntamente com sua equipe técnica disseram que seria possível a aprovação do plano desde que a SEMED efetuassem algumas contenções de despesas e diminuíssem sua folha de pagamento. A SEMED cumpriu com o combinado, foi feito algumas demissões de professores emergenciais e alguns professores efetivos foram contratados pelo Estado totalizando um total de 7 professores a menos o que resulta em aproximadamente um corte de 7 % em sua folha.

O que revolta a categoria é que nada está sendo feito pela administração para conter os gastos, o executivo diz que não efetuou contratações, o que não é verdade, diz que não criou portaria ou cargos comissionados o que talvez seja verdade mas, fez questão de ocupar todas as já existentes.

Diante dos desmandos do Executivo municipal os servidores decidiram paralisar as atividades letivas até que seja apresentada uma proposta concreta no sentido corrigir as percas salariais do magistério municipal.

[tabs]
[tab title=”Rondônia Em Pauta”]Por Hernán Lagos[/tab]
[/tabs]

[print-me]

6 comentarios

  1. LAMENTÁVEL 4 setembro, 2013 at 5:48 pm

    Lamentável a postura do Vice Prefeito, afinal de contas qual é a formação acadêmica dele mesmo ! Lamento muito esse nobre senhor não saber nem o que está falando, não sabe nem de onde são as fontes de arrecadação provenientes da receita municipal, não sabe ao menos os agregados dela, sabe muito menos os meses de estimativa de receita corrente no municipio, enfim, apenas sabe falar aquilo que os outros falam, e para se sair como entendido da situação vai a imprensa falar borracha e asneira. Não há necessidade disso Senhor Vive Prefeito, desta forma Vossa Excelência esta assinando seu próprio atestado de burrice. Dou-lhe uma dica, qdo for falar a imprensa ou a um coletivo de pessoas, use pelo menos um assessor técnico da área em que o Senhor irá discutir ou verbalizar, caso contrário, V. Exma., apenas passará por um desconhecido do funcionamento da máquina pública, aliás, acho que o Senhor deveria se ater a questões mais simples do município, e deixar essas mais acentuadas para quem de fato sabe como funcionam, pq o Senhor eu tenho certeza, não sabe um terço de como isso tudo funciona, lamento muito o Senhor ter se exposto e ignorantemente dessa forma. Terrível e vergonhoso sua postura.

  2. Soares 4 setembro, 2013 at 6:32 pm

    Ta igualzinho o Governador Confúcio Moura, depois que quebra a Administração Pública, tenta remediar a casa parra que pelo menos tentam atender os serviços essenciais. Eis aqui alguns exemplos: Contador efetivo recebe seu salário de R$ 2.700,00 e para desempenhar suas funções recebe mais uma Portaria de R$ 1.300,00, o advogado efetivo recebe seu salário de R$ 2.700,00 e para desempenhar suas funções recebe mais uma portaria de R$ 1.800,00, o analista de Convenios efetivo recebe seu salário de R$ 2.700,00 e para desempenhar suas funções recebe mais uma portaria de R$ 1.200,00, entre outros casos gritantes, como por exemplo, agentes administrativos efetivos, em alguns casos, recebem seus sálarios mais uma gratificação para desempenharem as mesmas funções das quais seu concurso rege na atribuição de suas funções, como por exemplo, gratificações para protocolo, na contabilidade, na secretaria de saúde, na secretaria de educação, na secretaria de agricultura, na secretaria de obras, na secretaria de administração, enfim em todas as secretarias, a maioria dos funcionários internos (administrativos) recebem uma gratificação para fazer as mesmas coisas que o próprio concurso que prestaram já dispõe das mesmas atribuições (ex. um ag. administrativo recebe uma gratificação para receber e encaminhar documentos dentro da prefeitura, protocolo – outro funcionário recebe uma portaria apenas para empenhar processos, outro funcionário recebe uma portaria para abrir processo, outro funcionário recebe uma portaria para fazer requisições de combustível, outro funcionário recebe portaria apenas para preparar a folha de pagamento, e outros e outros funcionários recebe portaria para ficar em desvio de função), explico, funcionário lotado na SEMED, trabalhando como Secretário do Prefeito, outra funcionário nomeado para ser Chefe dos Vigias, esse cargo necessariamente trabalha a noite, porém fica abastecendo os veículos da prefeitura, outro funcionário que era para estar na secretaria de planejamento, esta trabalhando no convênio, e assim por diante. Enfim recebem portarias para desempenharem as suas mesmas funções que o próprio concurso já estabelecia. Enquanto isso zeladoras, merendeiras, auxiliares de serviços gerais, entre outros que ganham um salário mínimo e que verdadeiramente ralam no dia a dia, ninguém nem lembra. Evidentemente que esses que possuem portarias tem “costas quentes”, como se foi dito em uma reunião e em corredores da prefeitura. Um vexame, vergonhoso. Fácil resolver o problema, exonera-se quem, de fato, não necessita da portaria por estar desempenhado a mesma função do concurso público, e faz um rateio linear para todos os servidores, pelo menos assim todos terão ganho real em seus salários efetivos. E faz com que se aplique o que é de direito aos professores e demais servidores, pois todos merecem o respeito. Mas enquanto houve essa carniça de apradinhamento de alguns privilegiados, por compromisso de campanha, vai ser esse lamaçal que estamos presenciando. Isso sem contar que uma filha de um dos colaboradores de campanha do prefeito, coincidentemente foi estudar em Porto Velho, e por incrível que pareça ela é assessora especial do município lá na capital do Estado, recebendo uma portaria na bagatela de R$ 1.000,00. Gente, ta na cara os encaixes partidários nos cargos comissionados. Porém falta atitude de todos nós para levar a situação a quem é de direito, aos poderes superiores, aos orgãos fiscalizadores. Feito isso e reordenando o funcionalismo, todos terão um equilíbrio salarial, uns ganham quase R$ 5.000,00 e a maioria ganham menos que R$ 680,00, ainda sim tem que fazer a complementação do salário mínimo. Ta certo isso né ! Nós que somos a base de formação de cidadãos, temos que tomar essa iniciativa, pois temos conhecimento, capacidade e atitude. E viva nós OS PROFESSORES. Estamos apenas começando.

  3. chateado 4 setembro, 2013 at 7:35 pm

    O que não dá pra entender é que de um lado tem um do planejamento que diz que não dá e do outro uma controladora que diz que dá para fazer a adequação. E depois não querem que a gente se revolte contra isso. Pra acabar de vez com a calma vem o senhor Emerson ( vice prefeito) que não sabe nem onde os professores trabalham e fala uma asneiras dessas. A greve tem sentido e deve permanecer. Afinal, se uma controladora não souber afirmar o que dá ou não dá pra fazer pode pedir pra sair. Eu quero acreditar que ela saiba de alguma coisa. Ou seja, a adequação deve ter alguma lógica. E é isso que queremos.

  4. PROFESSORA 5 setembro, 2013 at 2:51 pm

    Mais ele é o Vice Prefeito de Corumbiara mesmo !!!! Pq se for ele não conhece os servidores da Educação não, o que nos causa estranheza, pq pelo que eu saiba, há sim professores da Escola Helicônia e Vital Brasil, aderidos e presentes na paralisação ! Vergonhoso ver um incompetente desse falar o que não sabe para a mídia, não sabe nem ao menos o que esta acontecendo e vai na imprensa abrir essa bocona de Maria vai com a Outras. Se enxerga Vice Prefeito, vc não sabe nem pq veio e muito menos para que está. Não consegue resolver nem uma simples questão de fofoca de servidores, quem dera então tentar resolver uma situação caótica de um município. Também né, pudera, quando foi fazer a troca daquele incompetente ex Secretário de Educação (Hélio) que saiu chutado da SEMED juntamente com o resto do bando de incompetentes, ficou chorando as mágoas para os servidores competentes novos que entraram lá, para deixar, fulano de tal, tal fulano, ciclano, em tal escola, em tal lugar, pq o Senhor havia feito compromisso político com esses fulanos, e que eles deveriam ficar em locais privilegiados, isso foi o Senhor mesmo que disse, na frente de alguns servidores e um vereador, ai dá pra se imaginar o tamanho de sua COMPETÊNCIA né, pois se vcs mesmos trocaram os seus servidores que eram sua base aliada, que eram seus compromissos de campanhas, seus protegidos, por incompetência, imagina deixar alguma coisa para o Senhor resolver né ! Pois tudo se tem um lado, um jogo, um querer do Senhor, e o que aconteceu, o Senhor não conseguiu segurar seus “afilhados” onde o Senhor queria, ou conseguiu, não né, todos sabem disso. Então meu caro, vc não apita nada, pois Educação se trabalha com competência, com legalidade, e não com politicagem igual o Senhor tentou fazer, porém nada adiantou, pq as pessoas que lá foram convidadas, isso mesmo, vcs convidaram eles para trabalharem na SEMED, usaram critérios técnicos para lotação de servidores e não politicagem como o Senhor mesmo declarou que queria que eles implantassem. Melancólico isso Sr. Emerson (Vice Prefeito), vergonhoso para sua postura diante do nosso município. Ou isso tudo não é verdade hein !!! Ta feito o desafio !!! Bora fazer !!!!

  5. Corumbiara 5 setembro, 2013 at 3:10 pm

    Mais esse é o jeito PMDB de governar. PERSEGUIÇÃO, POLITICAGEM, INÉRCIA, DESMANDO, BAIXARIA, APADRINHAMENTO, DESTRUIÇÃO DA MÁQUINA PÚBLICA, HUMILHAÇÃO DOS SERVIDORES. Nada diferente do Governo do Estado, Confúcio Moura, e do Ex prefeito SOUSA, é só colocar a cuca pra funcionar e relembrar alguns históricos uai. Esse é o jeito da PERSEGUIÇÃO de governar. Lembraram agora. Certamente que sim né. Pq coisas ruins não tem como esquecermos !!!!! Mas cada um tem um governante que merece né, exemplo da Educação, os servidores da Educação votaram quase que 100% nesse prefeito que hj ai esta, então agora aguentem, vcs não queriam mudanças, então, a mudança esta ai !!!!!! Fazer o que né !!! Jeito PMDB de ferrar, que dizer, governar o poder público. Isso mesmo, é evidente que é o PMDB que governa Corumbiara, pois o Deocleciano passou a ser um mero figurante em sua própria administração, pq o SOUSA ta dançando valsa na administração do Deocleciano e ele não percebe o baile que ta levando do SOUSA, e de alguns de seus “cargos de confiança”, que estão aliados ao SOUSA, já pesando nas próximas eleições. Para dizerem que estou falando bobagens, só uma dica, a Vereadora Branca, nunca saiu de Corumbiara para gastar diárias em outros municipios, muito menos na Capital do Estado, pois ela esta fazendo sua Campanha no interior do município de Corumbiara, vinte e quatro horas visitando as comunidades, usando a máquina da EMATER, CAMARA MUNICIPAL e da própria PREFEITURA, só um jumento para não enxergar o que ta acontecendo e como ela ta agindo, claro, com os “conselhos e experiência” do seu ex, “Sousa”, mau começou essa nova administração, o Deocleciano ta levando um baile do PMDB….afinal de contas ele não apita em nada também ! O que o SOUSA fala, o DEOCLECIANO faz !!! Essa é apenas o mínima da realidade atual política e administrativa de Corumbiara. E o coitado do Deocleciano, fica chupando dedo igual uma barata tonta vendo o tempo passar e a Administração dele ruir a cada dia que se passa.

  6. FACE 5 setembro, 2013 at 9:51 pm

    senhor vice prefeito, chama o Hermerson Bianor para te defender, ele seria uma ótima opção para ser seu assessor, ele tem conhecimento, técnica, é inteligente, didático, flexível, tem larga experiência no trato com as pessoas, conhece de tudo sobre leis, e sobretudo um ótimo conversador, o bicho “prozia” mais que m rádio AM, de tudo ele entende um pouco, ele faz até chover canivete. Boa opção para trazer ele no esquadrão de elite dos técnicos experientes que vcs têm ai na prefeitura, aliás, arrumaram né !!! Talvez ta ai a solução para os teu problemas. E vcs ainda não descobriram ou não se atentaram para esse excelente profissional que vcs deixaram de fora para mamar na teta, sim, pq ele babou ovo na campanha que chegava espumar o canto da boca, e vcs não lembraram dele para socar ele “guela” abaixo dentro da prefeitura para fazer parte do pelotão de elite competente que vcs arrumaram….kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Leave A Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.