Obras na BR-174 em Vilhena estão paralisadas há mais de 1 mês e meio

2013-07-30T11:53:13+00:0030 julho, 2013|

Após início da greve do DNIT repasse não é depositado na conta da empresa responsável pela execução das obras que teve início no dia 28 de maio de 2013.

DSCN4652[pullquote]O trecho que liga Vilhena a Juína/MT possui 240 km, sendo 66 correspondentes ao Estado de Rondônia e o restante ao Mato Grosso.[/pullquote]

[dropcap]O[/dropcap] valor da obra que compreende o trecho asfaltado de 21,8 Km, entre o Km 13,2 ao Km 14,8 está orçada no valor de R$7,14 milhões e está a cargo da Construtora JK Ltda., do empresário Jones Heep. O prazo da conclusão era de 3 a 4 meses, com as empresas dando manutenção durante 2 anos.

DSCN4641A greve dos servidores do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) começou no dia 25 de junho. “Entre as reivindicações estão a reestruturação do plano de cargos e salários da autarquia, a realização de concurso público, equiparação salarial em relação às agências reguladoras e reposicionamento da carreira no âmbito do executivo”, destacou Ivo Alves Pereira, responsável pelo escritório do DNIT em Vilhena.

Paulo Guadalupe, engenheiro da empresa JK junto com Ivo Alves Pereira, responsável pelo escritório do DNIT em Vilhena

Paulo Guadalupe, engenheiro da empresa JK junto com Ivo Alves Pereira, responsável pelo escritório do DNIT em Vilhena

O Rondônia Em Pauta entrevistou Paulo Guadalupe, engenheiro da JK: “A obra parou totalmente desde o dia 10 de julho, quando definiram que não iam pagar”. O último repasse foi de R$ 320 mil após a medição feita no final de junho. “A previsão para a conclusão das obras era para meados de setembro, há rumores de que a greve do DNIT e começará a liberar o pagamento”, esclareceu Guadalupe.

DSCN4663A BR-174 está parcialmente interditada, no trecho foi aberta uma estrada de chão, provisória, por onde trafegam carretas, carros e motos em meio à poeira.

[tabs]
[tab title=”Rondônia Em Pauta”]Por Hernán Lagos[/tab]
[/tabs]

[print-me]

Leave A Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.