Georges na foto ao meio

Georges na foto ao meio

[dropcap]F[/dropcap]ilho de uma das famílias fundadoras da Vila 21, antigo distrito da cidade de Vilhena hoje Colorado do Oeste, Georges Almeida da Silva Filho ao lado de quatro irmãos e duas irmãs.  Chegou nesta região acompanhando toda a família no ano de 1978, possuía apenas seis anos de idade. O menino que ainda não conhecia o que era vestir uma cueca andou e brincou pelado pelas ruas enlameadas ou empoeiradas da antiga Vila 21.

No ano de 1988, após completar dezoito anos e ser reprovado ao se alistar para o exército brasileiro, foi tentar a sorte e um emprego na Europa, especificamente em Portugal onde trabalhou fazendo sanduba na chapa, um pouco mais tarde, conseguiu se transferir para os Estados Unidos da América, onde, de início, trabalhou em várias atividades profissionais até conseguir se legalizar na terra do Tio San. Esse foi o evento que possibilitou tentar novamente realizar o sonho de ingresso na carreira militar frustrada no Brasil seu país de origem.

Após o alistamento o menino que brincou em Colorado na época em que se caçava onça e outros bichos nas florestas que compunha o novo patrimônio, finalmente foi convocado e treinado para compor o mais organizado, preparado e poderoso exército do mundo.

Realizado o sonho e após participar de missões em várias localidades do mundo como Iraque, Afeganistão e países do continente africano. O jovem que teve sua vida marcada na infância por brincadeiras nas margens dos rios Guaporé, Cabixi, Enganado, Escondido e Sete Voltas, acaba de ser promovido recebendo a patente de sargento do exército americano, hoje residindo em Boston, USA. Brevemente estará visitando os amigos e família enchendo os corações com muito orgulho e felicidade.

Aquele menino que teve as primeiras perebas geradas pelas ferroadas de anofelino, que magrelo em função da repetência da malária, que usou calção aos sete anos de idade, superou todas as dificuldades é exemplo de garra, ética, moralidade e firmeza de caráter. Meu irmão, um grande exemplo para todos que o conhecem um grande orgulho para quem possui o prazer de viver um pouco de sua rica trajetória de vida.

[tabs]

[tab title=”Rondônia Em Pauta”]Por Emmanoel Gomes, professor, historiador e membro da Academia Vilhenense de Letras
[/tab]
[/tabs]

[print-me]