Vilhena contabilizou 459 vítimas de homicídio em 2019. Porém, houve aumento nas ocorrências de violência doméstica.

Cone Sul teve queda de 55% no número de roubos e assassinatos na região, diz PM.  — Foto: Alexandre Mauro/G1

Cone Sul teve queda de 55% no número de roubos e assassinatos na região, diz PM. — Foto: Alexandre Mauro/G1

Em dois anos, a região do Cone Sul (RO) registrou queda de 55% nos casos de homicídios e outros 15% no número de roubos e furtos. Os dados foram divulgados pelo 3° Batalhão da Polícia Militar (3°BPM) que atua nos sete municípios da área.

De acordo com o levantamento da Polícia Militar (PM), de janeiro a dezembro de 2018 foram registrados 63 casos de homicídios. Já no mesmo período de 2019, o número caiu para 28.

Sobre roubos e furtos, foram registrados 579 casos em 2018, enquanto em 2019 teve queda de 459 ocorrências.

Em contrapartida, os dados sobre violência doméstica revelaram alta. Em 2018 foram registrados 238 ocorrências dessa natureza. Mas no ano passado esse número subiu para 249. A polícia atribui o crescimento ao maior encorajamento das vítimas para denunciarem os agressores.

Por Renato Barros, Rede Amazônica