Duas mortes aconteceram em Vilhena e outra, em Chupinguaia. Polícia Civil investiga os casos, mas ninguém foi preso até o momento.

imagem ilustrativa

A Polícia Militar (PM) registrou três assassinatos na região do Cone Sul de Rondônia, no último fim de semana. Duas mortes aconteceram em Vilhena e outra, em Chupinguaia. A Polícia Civil investiga os casos, mas ninguém foi preso até o momento.

O primeiro homicídio registrado foi de um apenado, de 28 anos, na manhã de sábado (27). Ele foi morto com quatro tiros, no Bairro Alto dos Parecis, em Vilhena. A vítima cumpria pena no regime semiaberto, pelo crime de tráfico de drogas. Ele foi encontrado na rua, ao lado de uma motoneta.

Ainda durante a manhã de sábado, Paulo Alves Batista, de 37 anos, foi encontrado morto em uma estrada rural de Chupinguaia. De acordo com a PM, o corpo apresentava duas perfurações de arma de fogo; uma na nuca e outra nas costas. Há indícios de que a vítima tenha sido morta em outro lugar e depois, deixada no local.

Segundo o Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO), Paulo foi condenado a 7 meses de prisão, por lesão corporal e ameaça. Ele estava no regime aberto e havia cumprido 5 meses da pena. Segundo a PM, Paulo tinha várias passagens pela polícia e era usuário de drogas.

O terceiro assassinato aconteceu na noite de sábado (27), no Centro de Vilhena. Um homem, de 35 anos, foi morto quando saia de casa. Uma motocicleta, com dois ocupantes, chegou ao local e o passageiro atirou várias vezes contra a vítima. O homem foi atingido por quatro disparos e morreu no local.

De acordo com a Polícia Civil, os elementos dos crimes apontam para execuções planejadas. “Investigação demanda tempo, porém, estamos investigando as origens e ligações que levaram a esses crimes. Uma das hipóteses são motivações ligadas a divergências entre grupos criminosos”, explica o delegado regional, Fábio Campos.

G1-RO