Prefeito de Cerejeiras diz que apenas cinco fazem greve no município

2013-06-03T12:47:08+00:0003 junho, 2013|

Airton Gomes reconhece que reivindicação salarial é justa, mas alega que município está com receita muito aquém do esperado, o que inviabiliza aumentos salarias no momento

Airton Gomes, prefeito de Cerejeiras

Airton Gomes, prefeito de Cerejeiras (Foto: Hernán Lagos)

[dropcap]E[/dropcap]m entrevista ao Rondônia Em Pauta, o prefeito de Cerejeiras, Airton Gomes (PP), disse que apenas “quatro ou cinco” funcionários municipais estão fazendo greve. Ao chefe do Executivo foi repassada uma pauta com 27 reivindicações, muitas das quais, segundo Gomes, estão sendo atendidas. O entrave gira em torno da questão salarial. “Reajuste salarial, infelizmente, a gente não está em condições de atender agora”, declarou o prefeito.

Airton Gomes disse que os servidores reivindicam reajustes salariais relativos aos anos de 2011, 2012 e 2013. “Pedimos para que os servidores aguardem porque hoje nossa receita está muito aquém do que a gente esperava – não só nós, mas todos os municípios – e pedimos paciência até julho ou agosto para vermos o que será possível fazer”, disse o prefeito.

     Gomes afirmou que o movimento grevista iniciou na segunda-feira (27) e que apenas “quatro ou cinco” funcionários paralisaram as atividades. Todos da Secretaria de Saúde. “Nenhum administrativo, nenhum da Obras, enfim, só da Saúde mesmo. Os demais estão todos trabalhando normalmente”, disse o prefeito.

     Airton Gomes negou denúncia feita por funcionários em greve de que há no município servidores comissionados que recebem salários maiores do que os concursados. O prefeito afirmou que a folha de pagamento do Município, este ano, está inferior à do ano passado. “O problema é que a receita diminuiu e a despesa aumento. Despesas obrigatórias, como na área de Educação, por exemplo. Esse é o nosso grande entrave. Precisamos arrecadar”, explicou.

     “A manifestação dos servidores é justa, entendemos que é justa. A gente quer dar reajuste, sabemos que o salário é muito importante para o servidor, e ele termina por gastar o seu salário no próprio município, aquecendo a economia local. Assim que tivermos condições, os servidores podem ter certeza de que estaremos assumindo o compromisso de reajuste salarial com eles”, concluiu o prefeito.

[tabs]
[tab title=”Rondônia Em Pauta”]Por Hernán Lagos[/tab]
[/tabs]

[print-me]

Leave A Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Informações para contato

Mobile: (69) 9 9929-6909

Web: rondoniaempauta.com.br