Prioridade do seu mandato, Natan anuncia autorização para restauração da BR-435

2013-04-19T14:26:27+00:0019 abril, 2013|
Natan no DNIT

Natan no DNIT

[pullquote]Segundo o deputado, a obra, orçada em mais de R$ 36 milhões, é de grande importância para o desenvolvimento do Cone Sul[/pullquote]

[dropcap]M[/dropcap]antendo o fiel compromisso de ser um legítimo representante do Cone Sul, o deputado federal Natan Donadon esteve na tarde desta quarta-feira, 17, em audiência, no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) para cobrar celeridade na execução da obra na BR-435 (antiga RO-399), que liga Vilhena aos demais municípios do Cone Sul.

Recebido por Darcy de Siqueira (FOTO), engenheiro da Coordenação-Geral de Manutenção e Restauração de Rodovias do DNIT, o parlamentar foi informado que a empresa vencedora da licitação já está contratada para fazer a restauração e a manutenção da rodovia.

Foto: Hernán Lagos

Foto: Hernán Lagos

A obra, orçada em mais de R$ 36 milhões (R$ 10 milhões já está empenhado para começar a primeira etapa da obra), já foi autorizada pelo órgão e vai abranger os trechos entre o Km 14, no entroncamento de Vilhena, até o Km 128, chegando a Pimenteiras do Oeste. Pista e acostamentos serão restaurados. A sinalização horizontal também será recuperada, o que vai garantir mais segurança e conforto aos usuários da BR.

Natan se mostrou satisfeito com a nova conquista. “Essa é uma reivindicação do povo do Cone Sul e uma luta antiga do meu mandato. Por isso, tenho me empenhado e cumprido meu papel de cobrar e acompanhar junto aos órgãos competentes a execução dessa obra,” ponderou.

O deputado, ainda, informou que manteve contato com o Superintendente Regional do DNIT/RO, André Reitz do Valle, que vai dar atenção especial e acelerar a transmissão do acervo com as informações da BR-435 para o Departamento de Planejamento do DNIT, em Brasília, para que a obra se inicie o mais rápido possível.

Segundo Natan, a obra é de grande importância para o desenvolvimento dos municípios de Colorado do Oeste, Cerejeiras, Vilhena e Pimenteiras do Oeste. Mas todo o estado será beneficiado, já que receberá mais investimento. Federalizada, a rodovia será de responsabilidade da União. Ainda, de acordo com Natan, a necessidade da obra se deve a construção do futuro Porto na região de Pimenteiras que será responsável pelo escoamento da produção, gerando assim um grande desenvolvimento econômico para a região.

Veja matéria relacionada: 

BR-435 que liga Vilhena a Colorado está cheia de buracos

[tabs]
[tab title=”Rondônia em pauta”]Assessoria[/tab]
[/tabs]

Leave A Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.