JUNIOR DONADON - CODEVIPor unanimidade, os vereadores aprovaram a criação do Conselho de Desenvolvimento Econômico no município de Vilhena (CODEVI).

A votação do projeto de Lei, de autoria do vereador Junior Donadon, presidente do Poder Legislativo, aconteceu na última sessão ordinária e teve aprovação dos demais parlamentares.

Agora o Executivo tem prazo regimental de 10 dias, a partir do recebimento do Ofício enviado pela Câmara, para sancionar e a nova Lei passar a vigorar no município.

Para Junior Donadon, a criação do CODEVI tem por finalidade realizar um plano estratégico, através de um organismo formado por representantes da sociedade organizada para elaborar ações de fomento na indústria e comércio, criando alternativas para instalação de indústrias e empresas de grande e meio porte em Vilhena.

Entidades como ACIV e CDL, entre outras, estariam envolvidas no órgão, que prevê a discussões de metas para o desenvolvimento do município.

O vereador lembrou o imbróglio, em abril passado, que resultou na desmembração e, depois, a doação de uma área (uma rua) que divide dois terrenos adquiridos pelos responsáveis da Havan para instalação da empresa no município. O caso gerou questionamentos a respeito da legalidade da doação da área, que acabou sendo aprovado pelo Legislativo em função da importância da empresa devido à pressão popular e a promessa de gerar, de imediato, mais de 200 empregos diretos em Vilhena.

O Presidente da Casa de Leis, disse que a ausência de uma Política de Desenvolvimento Econômico, ao longo dos anos, deixou Vilhena sem rumo nesta questão e, consequentemente, sem perspectivas de crescimento.

Junior Donadon organizou audiência pública neste sentido em junho passado, com a participação de profissionais e empresários vilhenenses, onde a ideia foi fortalecida. “Temos que tomar uma atitude enérgica e emergencial, começando por exigir profissionais em pasta consideradas importantes e estratégicas na prefeitura de Vilhena, tal como Indústria e Comércio, e Meio Ambiente. Só assim conseguiremos atingir uma política adequada de desenvolvimento para o município. A participação da sociedade em geral é fundamental para a consolidação deste Conselho”, observou o presidente da Casa de Leis.

Assessoria