O vereador Célio Batista, ao usar a tribuna da Casa de Leis na sessão desta terça-feira, 7, lamentou o possível encerramento das atividades do Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SEST/SENAT) devido à falta de estrutura física.

CELIO-BATISTA-5[dropcap]O[/dropcap] parlamentar explicou que recebeu ofício da gerência da instituição, detalhando os motivos que podem levar ao encerramento do órgão em Vilhena. O principal motivo é o término do contrato de comodato, da falta de estrutura física do imóvel localizado na avenida Celso Mazutti, no bairro Nova Vilhena,  que está deteriorado, e a adequação do prédio às regras da modernidade atual, com acessibilidade a pessoa com restrição de mobilidade e sanitários adequados, sob pena de extinguir os alvarás de funcionamento e revogação das portarias legais.

Por solicitação do gerente do órgão, Davi Angelo Bernardi, o vereador Célio Batista pediu apoio do seus colegas parlamentares parque a prefeitura oportunize ao SEST/SENAT um novo local para que o órgão possa continuar atendendo à população. “Sabemos que o país passa por uma crise sem precedente, com a falta de mão qualificada e fechamento desta importante unidade será desastrosa em Vilhena, já que o órgão oferece cursos profissionalizantes e novas oportunidades de trabalho. Se não der certo, o órgão pode ser transferido para Ji-Paraná. Não podemos perder esta entidade. Neste sentido, peço o apoio dos vereadores para somar forçar e intervir junto à prefeitura”, frisou.

Conforme ofício enviado ao vereador, o SES/SENAT atualmente oferece cursos qualificantes voltados para a área de transporte, tais como: produtos perigosos, coletivo de passageiros, emergência, mototaxi, guindalto, entre outros. Ainda oferece atendimento na área de saúde para o trabalhador do transporte e para comunidade, tais como: dentista, fisioterapia, entre outros, além de ofertar 15 vagas de empregos em seu quadro, o qual conta com profissionais de diversas áreas.

Assessoria