Benefício deve ser sacado em, no máximo, 90 dias. Prazo termina no dia 30 de julho

Em Vilhena, 76 famílias ainda não fizeram o saque do benefício  — Foto: Divulgação
Em Vilhena, 76 famílias ainda não fizeram o saque do benefício — Foto: Divulgação

Mais de 70 famílias ainda não sacaram o Bolsa Família e podem perder o benefício, em Vilhena (RO), na região do Cone Sul. De acordo com a Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), o dinheiro do Bolsa Família deve ser sacado em, no máximo, 90 dias. Se o beneficiário não retirar o valor por três meses consecutivos, o recurso será devolvido para o Governo Federal.

Conforme a Semas, 76 famílias ainda não efetuaram o saque. O prazo termina no dia 30 de julho, quando completa três meses de benefício acumulado. “As pessoas perdem esse dinheiro e não tem como recuperá-lo. Elas podem regularizar a situação e continuar recebendo o Bolsa Família, mas não terá direito aos três meses acumulados, pois o valor volta para o governo”, enfatiza a coordenadora do Cadastro Único (CadÚnico) , Elsa Cabianchi.

Segundo a Secretaria, com três meses sem saques, as parcelas são suspensas. Com seis meses sem recolhimento do dinheiro, o beneficio é cancelado. Nessas situações, é necessário que o beneficiário procure o setor do Bolsa Família e regularize o cadastro.

O setor fica em anexo a Semas, na Rua Juraci Corrêa Muller, n° 921, Bairro Jardim Eldorado. O horário de atendimento é das 7h às 13h.

Por G1 Vilhena e Cone Sul