Equipe da autarquia esteve na comunidade Asprovera para realizar testes no poço semi artesiano que atende a região

Utilizar de recursos tecnológicos e desenvolver métodos de melhorias constantes têm sido o foco de trabalho do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Vilhena (SAAE).

Com o uso de uma câmera submersível, a autarquia realizou a primeira filmagem do interior de um poço semiartesiano da Associação dos Pequenos Produtores Rurais Primavera (Asprovera).

O método é feito através de uma câmera submersa com câmera de fundo e lateral que tem giro de até 360 graus, com luz, permitindo a visibilidade da estrutura física do poço tais como, rochas cristalinas, tubos de revestimento, filtros e posicionamento de fraturas.

A filmagem submersa do poço da associação Asprovera, não detectou problemas nas instalações, mas serviu de teste para aprimorar o serviço e estender para os demais poços que atendem a demanda do abastecimento na cidade. “A prefeita Rosani Donadon sempre está nos incentivando a buscar melhoras e mecanismos de trabalhos inovadores, pois assim, evitaremos problemas futuro”, destacou Arijoan.

Nas próximas perfurações de poços, a autarquia utilizará do mecanismo tecnológico para monitorar as condições do local onde a perfuração será realizada para que, dessa forma, um diagnóstico objetivo detecte problemas que possam existir e sejam corrigidos antes da instalação dos poços.

Secretaria Municipal de Comunicação (SEMCOM)