Cinco empresas apresentaram documentação para se habilitar na concorrência pública; apenas uma é de Rondônia

Na manhã desta segunda-feira, 20, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) deu início à licitação de umas das obras mais esperadas do município de Vilhena, que é a ampliação e readequação do sistema de abastecimento de água. Cinco empresas e consórcios se cadastraram e entregaram documentos para se habilitarem a participar do processo licitatório.

Apresentaram documentos e propostas à Controladoria de Licitação e Comissão do Saae os seguintes participantes: Consórcio SAA-Vilhena, de Brasília – DF; Porto Belo Engenharia Comércio Ltda, de Aparecida de Goiânia – GO; Consórcio APJ/ CIMA, de Cascavel -PR; Sanecon – Saneamento e Construção Civil Eireli, de Ananindeua – PA; e BS2G Consultoria Ltda, de Porto Velho – RO.

Agora o Saae têm cinco dias úteis para dar parecer acerca dos documentos, para em seguida divulgar a relação com nomes das empresas habilitadas a continuar no processo licitatório. As fases seguintes são: abertura das propostas de cada empresa habilitada; prazo para possíveis recursos; e divulgação do nome da empresa vencedora da licitação.

A previsão é que na segunda-feira, dia 27, já seja divulgado os pareceres, contando, a partir esta data, o prazo para as empresas entrarem com recursos.

Com investimento de R$ 32 milhões, por meio de recursos oriundos do Ministério de Desenvolvimento Regional (MDR), a cidade ganhará mais eficiência energética com a construção de dois reservatórios, um com capacidade de 1,5 milhão de litros de capacidade e outro com 2 milhões de litros. Um dos reservatórios será construído no Setor Pioneiro e outro, no Setor 20 – bairro Jardim das Oliveiras.

O prefeito Eduardo Japonês destaca que essa obra é um sonho de todos os vilhenenses que acreditam nas potencialidades do munícipio.  “Depois de pronta, economizaremos nos gastos com energia elétrica e projetaremos a cidade com mais sustentabilidade e cuidado com o meio ambiente”, disse.

Os diretores da autarquia Maciel Wobeto, Sueli Magalhães e Paulo Coelho citaram o empenho da equipe e do trabalho que foi realizado para licitar. “É uma obra que projeta a cidade para o primeiro mundo em sustentabilidade. Nossa água tem um excelente PH, com a construção dos reservatórios e demais melhorias que serão executadas iremos elevar ainda mais a qualidade da nossa água, além de proteger umas das maiores reservas de água, que é o aquífero parecis.”

Todo processo licitatório foi transmitido ao vivo pelas redes sociais da autarquia e da Prefeitura de Vilhena, além de ter sido acompanhada pelo prefeito Eduardo Japonês; presidente da Câmara de Vereadores, Ronildo Macedo; secretário municipal de planejamento, Ricardo Zancan; engenheiros, advogados e servidores públicos.

Semcom / Saae