Vilhena: docentes e alunos da UNIR avaliam possível transferência do curso de Jornalismo para Porto Velho

2013-06-24T22:10:53+00:0024 junho, 2013|

 A taxa de sucesso é de apenas 25% no curso que está presente há 10 anos em Vilhena

DSCN3697[dropcap]A[/dropcap] Comissão nomeada para avaliar a possibilidade de transferência do curso de Comunicação Social /Jornalismo e os estudantes se reuniram às 19h desta segunda-feira (24) numa das salas do Campus da Unir/Vilhena.

A Comissão esteve formada pelos docentes Marcos Rivorio de Direito de Porto Velho e os professores de jornalismo Andrea Cattaneo, Celso Gayoso e Marcus Fiori. Também estiveram presentes os professores Daiane Barth, Evelyn Morales e Lilian Reichert e 38 alunos.

Foi a Prograde (pró-reitora de graduação) que instalou uma comissão para avaliar a possibilidade de levar o curso para Porto Velho. A primeira decisão será votada no departamento de Jornalismo, depois no Consec e finalmente na instância superior Consum.

A reunião começou com uma rápida explanação sobre números preocupantes do curso. Desde o início do curso houve 11 turmas com 400 alunos ingressantes. No período de 2013/1 há 65 alunos ativos, 11 alunos reintegrados, 170 alunos desistentes, 9 jubilados. Da turma matutina apenas ficaram 12 e 25 desistiram. A taxa de sucesso é de apenas 25%, a procura pelo curso é pequena, muitos optam por Jornalismo como segunda ou terceira opção.

Um dos gargalos do curso são as novas exigências do MEC, entre elas o estágio obrigatório, que só valerá para novas turmas. Há uma dificuldade em Vilhena, devido à falta de formalizações e registros dos órgãos de imprensa nos sindicatos de jornalistas, onde poucos têm profissionais graduados para supervisionar os estágios. Muitos terão que se deslocar a outras cidades como Ji-Paraná ou Porto Velho.

Outro ponto discutido foi o fato do curso de Jornalismo não ser reconhecido pelo MEC e a falta de infraestrutura. Neste ponto a professora Andréa Cattaneo deixou claro que em Porto Velho já há laboratórios e há salas de aula para atender às carências do curso.

Caso o curso seja transferido todos poderão encerrar seus cursos e os professores permanecerão em Vilhena até que todos os que estão em andamento possam terminar. Será preestabelecido um prazo para isso. São 6 anos de prazo a partir do momento em que ingressam para concluir o curso.

Também foi discutido o fato da instituição substituir o curso por outro e não ficar apenas com 4, atualmente há 5 cursos no campus. As reuniões seguirão, até agora não há uma resposta clara que aponte a transferência do curso, a decisão será tomada democraticamente por cada instância deliberativa da UNIR.

 [tabs]
[tab title=”Rondônia Em Pauta”]Por Hernán Lagos[/tab]
[/tabs]

[print-me]

Um comentario

  1. […] Vilhena: docentes e alunos da UNIR avaliam possível transferência do curso de Jornalismo para Port… […]

Leave A Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Informações para contato

Mobile: (69) 9 9929-6909

Web: rondoniaempauta.com.br