Grevistas do sistema penitenciário e socioeducativo chamam governador e secretários de humoristas, após proposta frustrada