Idaron encontra sementes de má qualidade sendo comercializadas em Rondônia

2013-04-24T08:54:19+00:0024 abril, 2013|

Semente[pullquote]Nos resultados , principalmente de forrageiras, apresentou percentual de pureza abaixo do mínimo permitido de 60%, o que compromete a qualidade das sementes comercializadas[/pullquote]

[dropcap]A[/dropcap] Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron) vem realizando desde 2010 os serviços de fiscalização do comércio de sementes no Estado de Rondônia, visando garantir a procedência, identidade e qualidade do material comercializado. O objetivo da Agência é proteger os produtores rurais e assegurar a qualidade e a alta produtividade de nossas pastagens e lavouras.

Em 2012 foi intensificada a fiscalização, onde os fiscais da Agência coletaram em diversos estabelecimentos comerciais, 212 amostras de forrageiras e 85 de grandes culturas, como soja, milho e arroz, abrangendo 40 municípios. Através de parceria com a Superintendência Federal de Agricultura (SFA/MAPA) estas amostras foram enviadas a laboratórios credenciados para análise.

Os resultados dessas análises geraram grande repercussão entre os comerciantes fiscalizados, uma vez que a maioria das amostras, principalmente de forrageiras, apresentou percentual de pureza abaixo do mínimo permitido de 60%, o que compromete a qualidade das sementes comercializadas. Este descontentamento fez com que alguns comerciantes, de posse do Boletim de Análise, manifestassem sua indignação exigindo produto de melhor qualidade junto aos produtores que vendem essas sementes ao Estado de Rondônia, fato que ocorreu em vários municípios como Nova Brasilândia Do Oeste, Novo Horizonte Do Oeste, Santa Luzia Do Oeste e Parecis.

A Gerência de Defesa Vegetal encaminhou ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) cópia dos resultados das análises e dos Termos de Fiscalização, para que sejam tomadas as devidas providências junto aos produtores das sementes, visto que eles estão estabelecidos em outros Estados, ficando fora da abrangência da Idaron e na competência do MAPA para fiscalizar a produção.

Em 2013, a IDARON continuará executando este trabalho nos estabelecimentos comerciais através da conferência de documentos, coleta de amostras, combate ao comércio ambulante, identificando e penalizando infratores, controlando a qualidade das sementes comercializadas no Estado e garantindo a defesa agropecuária.

A gerente de Defesa Vegetal, Rachel Barbosa, explica que a Idaron vem investindo em capacitação dos fiscais, tanto em legislação quanto em exercícios práticos para desenvolverem essa ação da melhor forma. “A Agência também já planeja instalar um laboratório para reduzir o tempo de retorno dos resultados das análises, otimizando e tornando mais efetiva a fiscalização, realizando muito mais análises e melhorando a qualidade da semente comercializada com novos testes”.

“Este trabalho visa melhorar a qualidade das sementes comercializadas, considerando que com o grande número de áreas degradas no Estado espera-se a implantação de novas pastagens. Queremos garantir boas sementes e que o produtor não tenha prejuízos”, encerra o Diretor Executivo da Idaron, Augusto Fernandes Neto.

[tabs]
[tab title=”Rondônia em pauta”]Fonte: Gerência de Defesa Vegetal – Idaron[/tab]
[/tabs]

Leave A Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Informações para contato

Mobile: (69) 9 9929-6909

Web: rondoniaempauta.com.br