Pouco mais de 300 eleitores se regularizaram dentro do prazo nos municípios da Região Central. Medida atinge eleitores que não votaram ou não justificaram ausência em três turnos seguidos

Mais de 5 mil eleitores tiveram os títulos cancelados pelo TSE — Foto: TSE/Divulgação

Por não comparecer às urnas nos últimos três turnos das eleições ou por não justificar a ausência, mais de cinco mil pessoas tiveram o título eleitoral cancelado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nos 13 municípios que compõe a Região Central de Rondônia.

Os que estavam irregulares com a Justiça Eleitoral tiveram até o dia 6 de maio para ajustar a situação. Nesse período, 326 pessoas conseguiram se regularizar com o TSE e mantiveram o documento. No entanto, 5.075 títulos foram cancelados na região.

Presidente Médici (RO), apesar de ser um dos municípios com maior número de eleitores registrados, quase 15 mil, foi o único na Região Central a não ter nenhum título cancelado.

Como se regularizar?

Segundo o TSE, o eleitor que teve o título cancelado pode regularizar sua situação eleitoral, no cartório eleitoral onde vota, levando documento de identificação oficial original com foto, comprovante de residência e o título, se ainda o possuir.

O cidadão deverá pagar uma multa de R$ 3,51 por turno faltante. A regularização do título cancelado só será possível se não houver nenhuma circunstância que impeça a quitação eleitoral, como omissão de prestação de contas de campanha e perda ou suspensão de direitos políticos, por exemplo.

O eleitor que teve o documento cancelado poderá ser impedido de obter passaporte ou carteira de identidade, receber salários de função ou emprego público e contrair empréstimos em qualquer estabelecimento de crédito mantido pelo governo.

A irregularidade também pode gerar dificuldades para inscrição, investidura e nomeação em concurso público; renovação de matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo; e obtenção de certidão de quitação eleitoral ou qualquer documento perante repartições diplomáticas a que estiver subordinado, entre outras.

G1 – RO