Como principal órgão de deliberação da assistência social, com atuação no controle social e fiscalização das ações do Poder Executivo, o Conselho Estadual de Assistência Social (Ceas) recebeu nesta sexta-feira (3) seus novos membros titulares e suplentes para o biênio 2019/2021, formados por representantes governamentais e da sociedade civil organizada, entre eles a secretária estadual da Assistência e do Desenvolvimento Social, Luana Rocha, tendo como suplente a adjunta da Seas, Liana Silva de Almeida Lima; Carlos Henrique Gomes, do Conselho Regional de Assistência Social, eleito presidente do Ceas como representante das entidades civis, no pleito realizado em 29 de março.

Ao assumir como conselheira, a Secretária Luana Rocha se comprometeu em defender políticas que melhorem a vida dos cidadãos

Como representante do poder governamental, Luana Rocha falou sobre o novo cenário que se desenha no Estado de Rondônia, com a renovação e empenho do governo estadual para promover políticas públicas que garantam a execução de ações voltadas para a sociedade, em especial às populações em situação de vulnerabilidade, com vistas à melhoria da qualidade de vida; e se comprometeu, como conselheira, em fazer chegar ao usuário do Sistema Único de Assistência Social (Suas) políticas que garantam o desenvolvimento, com a inclusão social, e não apenas o assistencialismo, que dá o peixe sem ensinar a pescar, criando uma situação de dependência.

Para o presidente Carlos Gomes, o Ceas é uma das entidades que tem papel diferenciado por atuar na defesa das políticas que alicerçam os direitos humanos previstos na Constituição Federal.

O Ceas tem por missão garantir a inclusão socioprodutiva, por meio da promoção e articulação de políticas públicas efetivas, visando a redução das desigualdades e a melhoria da qualidade de vida. Ao todo são 18 titulares e seus respectivos suplentes.

Compôs a mesa juntamente com a secretária Luana e Carlos Gomes, o representante dos Conselhos Municipais, Leandro Patrick.

Secom – Governo de Rondônia