O Ministério Público do Estado de Rondônia, por meio do Centro de Apoio Operacional da Saúde (CAOP-Saúde), realizou nesta quinta-feira (07/03), em Porto Velho, ação de panfletagem para marcar a abertura do “Março Roxo”, mobilização instituída pela Lei Estadual nº 4.235, de 12 de março de 2018, que visa a promover a consciência sobre a epilepsia em todo o Estado de Rondônia.

No período da tarde desta quinta, servidores do MP percorreram as ruas do bairro Pedrinhas, fazendo a entrega de material de conscientização sobre o que é a doença, seus sintomas e formas de tratamento. A ação volante foi bem recebida por quem passava pelo local.

Na semana passada, o coordenador do Projeto Epilepsia em Debate na Sociedade, Procurador de Justiça Edmilson José de Matos Fonseca, visitou integrantes da Defensoria Pública do Estado de Rondônia, Tribunal de Contas do Estado de Rondônia, Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia e Governo do Estado para conscientizar sobre a Lei Estadual nº 4.235/2018, que estabelece que as sedes das Instituições públicas, devem ficar iluminadas, à noite, com a cor roxa, que simboliza a epilepsia mundial.

Epilepsia em Debate

Desde 2010, o Ministério Público do Estado de Rondônia desenvolve o Projeto Epilepsia em Debate, promovendo diversos eventos de conscientização sobre a doença em Porto Velho e no interior do Estado de Rondônia, sob a coordenação do Procurador de Justiça Edmilson José de Matos Fonseca, e execução do Centro de Apoio Operacional da Saúde.

A epilepsia é uma condição neurológica grave que acomete três milhões de brasileiros. Ainda nos dias de hoje, é comum ouvir ideias erradas, crenças, especialmente devido ao desconhecimento e ao estigma existente. Por isso, a pessoa com epilepsia tem dificuldade para se inserir na sociedade, formar uma família e até conseguir um emprego.
 
Fonte: Ascom MP/RO