Prefeitura sancionou lei que torna obrigatório o uso para quem estiver fora de casa. Para pessoas jurídicas, multa será de R$ 1 mil.

A pessoa multada será denunciada ao Ministério Público da União (MP-RO) se voltar a sair na rua sem máscara. A Câmara de Vereadores da cidade aprovou o projeto de lei no dia 12 de maio.

Uso de máscara se torna obrigatório em Porto Velho. — Foto: Willian Moreira/Futura Press/Estadão Conteúdo

A máscara deve ser usada em:

  • vias públicas;
  • parques e praças;
  • pontos de ônibus;
  • terminais de transporte coletivo;
  • rodoviária;
  • portos e aeroporto;
  • transporte coletivo, táxi e transporte de aplicativo;
  • repartições públicas;
  • estabelecimentos comerciais;
  • industriais, bancários, empresas prestadoras de serviços e quaisquer estabelecimentos congêneres;
  • outros locais em que possam haver aglomeração de pessoas.

A Prefeitura de Porto Velho sancionou nesta terça-feira (26) a lei 2.754, que torna obrigatório o uso de máscaras na capital. A multa é de R$ 80 a qualquer pessoa que sair às ruas sem a proteção e de R$ 1 mil a pessoas jurídicas, durante a pandemia do novo coronavírus. A determinação serve para frear o avanço de casos no município.

Conforme a lei, durante a pandemia é preferível que a população de Porto Velho use máscaras feitas de tecidos, de forma artesanal, de acordo determinações do Ministério da Saúde.

A prefeitura não informou como será a fiscalização do uso das máscaras até a última atualização desta reportagem.

Casos em Rondônia

Subiu para 3.268 o número de casos do novo coronavírus em Rondônia, segundo boletim informativo da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) divulgado na noite de segunda-feira (25).

São 67 infecções a mais do que o total contabilizado até o último domingo (24). A pasta não registrou mortes oriundas da Covid-19. Somente em Porto Velho, são 2.445 diagnósticos até o momento.

Por G1 RO – Porto Velho