Opinião: a onda de protestos vai trazer benefícios para Rondônia?