Prédio da Delegacia da Saúde em Ji-Paraná está em estado de calamidade

O prédio onde funciona a Delegacia Regional da Saúde em Ji-Paraná está em péssimas condições e colocando em risco a saúde dos trabalhadores. A estrutura do prédio – muito antigo e sem sinais de ter passado por alguma reforma – apresenta infiltrações por toda parte, provocando aparecimento de mofo em vários compartimentos, instalação elétrica precária, sem condições sequer de utilizar o ar condicionado.

A denúncia é do Sindicato dos Trabalhadores no Poder Executivo do Estado de Rondônia (Sintraer), cuja diretoria realizou semana passada reunião com os servidores para repassar informações sobre a ação da insalubridade que o sindicato ganhou e agora luta para que o Governo do Estado implante na folha de pagamento, conforme decisão judicial.

A presidente do Sintraer, Mirtes Feitosa, adverte ao Governo do Estado quanto à necessidade de promover uma reforma urgente no prédio da Delegacia da Saúde em Ji-Paraná, garantindo um mínimo de segurança aos trabalhadores e às pessoas que vão até o local. “É importante que o Governador Marcos Rocha tome conhecimento desta situação, para que, no futuro, não seja pego de surpresa com a necessidade de ter de pagar mais uma ação de insalubridade aos servidores”, disse a presidente do Sintraer, acrescentando que, da forma como estão trabalhando, àqueles servidores já fazem jus a receber o adicional de insalubridade.

No entendimento da direção do Sintraer, é mais barato para o Estado proceder a reforma do prédio, assegurando um ambiente de trabalho digno que não adoeça as pessoas do que submeter os trabalhadores aquela situação.

Assessoria de Imprensa