O governo do Rondônia recebeu do Programa Todos pela Saúde 40.500 máscaras, que estão sendo distribuídas ao Sistema Penitenciário Estadual, doadas para atender as necessidades do setor, enquanto durar a pandemia do novo coronavírus.

Pelo Programa Todos pela Saúde, cada servidor do sistema prisional recebeu cinco máscaras, e cada preso recebeu três unidades para proteção

De acordo com o secretário Marcus Rito, titular da Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), órgão responsável por todo sistema prisional de Rondônia, além da distribuição das máscaras, o Programa tem um trabalho fundamental com especialistas, que levam orientação para todo o País sobre a doença, bem como todas as iniciativas de combate e controle de sua disseminação, “medidas que estão nos ajudando muito no enfrentamento da Covid-19”, disse o secretário, nesta sexta-feira (5), em Porto Velho.

Segundo a Sejus, o estado de Rondônia figura apenas como beneficiário do Programa Todos pela Saúde, com a doação do lote de 40.500 máscaras que recebeu e realizou a distribuição dentro do Sistema Penitenciário, entregando três unidades a cada presidiário e cinco máscaras para cada servidor lotado nos presídios ou no sistema como um todo. Marcos Rito explicou que, dessa forma há uma atenção geral, tanto com os servidores quanto com os detentos, de modo que todos possam estar mais protegidos, evitando a contaminação pela doença.

Depois de informar que outras iniciativas locais, como a própria produção de máscaras e álcool em gel, desenvolvidas e coordenadas pelo Estado e seus parceiros, foram fundamentais para evitar uma disseminação ainda maior da doença dentro dos presídios, a Sejus informa que está programada a ampliação dessas medidas, por orientação do governador Marcos Rocha, para que se reduza ao máximo o risco de contaminação dentro das unidades prisionais.

TODOS PELA SAÚDE

De acordo com informação do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), divulgada em página oficial, a iniciativa do Programa Todos pela Saúde parte de um grupo de especialistas de diversos setores da saúde, que colaboram no combate ao coronavírus. O objetivo é contribuir na luta contra a pandemia nas diferentes classes sociais e apoiar as iniciativas da saúde pública.

Assim, as atitudes do grupo se dão por meio de quatro eixos: informar (esclarecimento da população e treinamento para uso de equipamentos); proteger (compra de equipamentos de proteção e prevenção, como máscaras, e uso de telemedicina); cuidar (compra de testes e equipamentos hospitalares, construção de hospitais de campanha e novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva); e retomar os investimentos necessários para preparar a sociedade para retorno à normalidade.

Imbuídos desta missão é que a Comissão do Sistema Prisional, Controle Externo da Atividade Policial e Segurança Pública do Conselho Nacional do Ministério Público (CSP/CNMP) vai auxiliar, junto ao Departamento Penitenciário Nacional (Depen), a iniciativa Todos pela Saúde, de doar e distribuir quase três milhões de máscaras de pano para o sistema prisional brasileiro, na mesma parceria que une CNMP, o Grupo Itaú Unibanco, o Instituto Ação pela Paz e o Depen, com a Ouvidoria Nacional dos Serviços Penais.

Texto: Cleuber Rodrigues Pereira
Fotos: Arquivo Sejus
Secom – Governo de Rondônia