Obras de pavimentação de rodovias em andamento no interior do Estado vão deixar os 52 municípios de Rondônia com acesso asfaltado. Do total de cidades, apenas Pimenteiras, no Cone Sul, e Campo Novo de Rondônia, na região de Ariquemes, não têm acesso asfaltado e sofrem com a lama e atoleiros durante o inverno amazônico e o excesso de poeira na época do verão.

RO-257-ARIQUEMES-A-MACHADINHO-5-370x247[dropcap]A[/dropcap]s empresas contratadas pelo governo estadual trabalham nos locais e a conclusão das obras está prevista para o final de 2016, conforme planejamento do Departamento de Estradas de Rodagem e Transportes (DER).

No asfaltamento da BR-435, antiga RO-399, de Pimenteiras a Cerejeiras, com 38 km de extensão, o governo investirá mais de R$ 30 milhões em recursos próprios. A obra foi iniciada em 2014, e  paralisada de dezembro do ano passado a maio de 2015 por causa das chuvas. Agora, os serviços já foram retomados para garantir a pavimentação a uma das regiões mais fortes no turismo em Rondônia.

Na extensão da BR-421 até a cidade de Campo Novo de Rondônia são 25 km de estrada de chão. A previsão de investimento gira em torno de R$ 25 milhões. A conclusão dessas obras representará um marco na história Rondônia, que terá 100% de seus municípios com rodovias asfaltadas até a entrada das cidades.

RODOVIAS

As rodovias de Pimenteiras e Campo Novo são de responsabilidade do governo federal. O diretor-geral do DER, Lioberto Caetano, destaca o empenho do governador Confúcio Moura para a execução desses asfaltamentos. “Ele precisou ir a Brasília solicitar autorização do Departamento Nacional de infraestrutura de Transportes (Dnit) para que as obras fossem tocadas pelo DER”.

O DER está retomando outras seis obras de asfaltamento de rodovias. Entre elas está a RO-257, ligando Ariquemes a Machadinho, com 72 km de extensão. Esta é a maior obra de pavimentação de rodovia já lançada pelo governo de Rondônia.

Decom