Adolescente esteve nos Estados Unidos e foi o primeiro caso suspeito em Vilhena

Declaração foi dada em rede social do Facebook

A notícia foi veiculada, na terça-feira (24), em Boletim confeccionado pela Secretaria Municipal de Educação, porém os nomes dos envolvidos não foram divulgados porque fere preceitos da ética médica e pode trazer constransgimentos às famílias afetadas pelas suspeitas, confirmações ou descartes de covid-19.

A dúvida sobre a identidade do caso que deu negativo foi esclarecida pelo proprietário da escola Professor Vanks, em rede social do Facebook. A mensagem tranquilizou pais de família e alunos que tiveram contato com o aluno após ele ter retornado de uma viagem aos Estados Unidos. O aluno foi o primeiro caso suspeito no município.

Da redação do Rondônia em Pauta