O município de Vilhena apresentou através da XXXI Audiência Pública da Saúde referente ao 2º quadrimestre de 2013, no auditório da Prefeitura. A Secretaria Municipal de Saúde-Semus, a fim de oferecer a população uma ampla prestação de contas dos serviços prestados pelos diversos setores que compõe a Saúde de Vilhena, atendendo a Lei Federal nº 8.689/1993, realizou na sexta-feira 4 de outubro mais uma Audiência Pública.

DSC_0055[pullquote]Através dessa Audiência a população pode entender onde a Secretaria de Saúde está investindo os recursos, seja oriundo do município, governo federal ou estadual.[/pullquote]

Os seguintes setores da saúde apresentaram seus gastos: Divisão de Vigilância Sanitária, Oficina de Saneamento Básico, Hemocentro, Hospital Regional, Divisão de Endemias, Programa de Saúde na Família, Divisão de Epidemiologia, Seção de Imunização, Centro de Reabilitação, a Farmácia Básica, a Policlínica João Luiz e as demais Unidades Básicas de Saúde do município, tiveram suas planilhas apresentadas de maneira transparente e didática para o conhecimento da população.

 Segundo os dados apresentados pela Semus durante a XXXI Audiência da Saúde, foram repassados através da União o valor de R$ 16.456.800,90 (53%), já o estado repassou para o município de Vilhena um valor de R$ 1.561.863,56 (4%), o município investiu R$ 14.609.412,45 (43%) apenas nesse período referente a 2º quadrimestre de 2013. O município de Vilhena investiu mais do que o mínimo exigido por lei que é 15%, aplicando nesse período 43%.

Segundo o coordenador do Setor de Educação e Saúde, Paulo Cremasco, enfatizou que infelizmente há pouco interesse dos órgãos, entidades, população, e outros setores da sociedade, deveriam comparecer as Audiências da Saúde a fim e conhecerem melhor todos os investimentos, limitações e avanços realizados ano a ano no serviço de saúde em Vilhena. “Enviamos convite para todos os setores, comunicando sobre a Audiência da Saúde”.

Vilhena é um dos poucos municípios no Estado de Rondônia que possui uma UTI dentro de um Hospital Regional-HR, além de diversos investimentos como a reforma de todas as Unidades Básicas de Saúde, a construção (que está em fase de conclusão) do Hospital e Maternidade da Criança, e reforma  cozinha, da Ala feminina, Ala Rosa para mamães e recém- nascidos, e recentemente a inauguração no Hospital Regional.

 Semcom

[print-me]