Vilhena registrou sete novos casos confirmados de vilhenenses com covid-19 nesta quinta-feira, 2, sendo quatro por RT-PCR e três por testes rápidos. Além disso, foram identificados 29 novos casos suspeitos, 10 resultados negativos e 20 recuperados. Dessa forma, Vilhena registra até as 19h de hoje: 583 casos confirmados de vilhenenses, 6 positivados moradores de outras cidades, 7 óbitos de vilhenenses, 2 óbitos de moradores de fora e 139 casos suspeitos. Há atualmente no município 179 casos ativos de moradores de Vilhena e 6 de fora, bem como 398 já recuperados e 4 transferidos.

Estão internados 15 pacientes vilhenenses em isolamento na Central de Atendimento à Covid-19, sendo 5 na UTI, todos com necessidade de respirador (dois do sexo feminino com 61 e 77 anos e três do sexo masculino com 39, 59 e 84 anos). Outros 10 pacientes estão internados na Enfermaria da Central, seis do sexo masculino com 43, 47, 49, 56, 65 e 81 anos e cinco do sexo feminino com 49, 54, 59 e 88 anos. Dos internados, 12 têm resultado positivo para covid-19 e três são suspeitos. A taxa de ocupação de leitos da Central de Atendimento à Covid-19 chega, assim, a 39,5% (sendo 42% na UTI e 38% na Enfermaria). Todos os demais casos, sejam suspeitos ou confirmados, estão com recomendações expressas de cumprir isolamento domiciliar, pois não apresentam sintomas ou têm apenas sintomas leves.

Em negociações avançadas junto ao Governo do Estado sobre a retirada de Vilhena da lista de lockdown, o prefeito Eduardo Japonês lembra que, apesar de a cidade ser uma das últimas de Rondônia e Mato Grosso a ainda ter leitos disponíveis para UTI de covid-19, isso não significa que a luta está vencida. Pelo contrário, a Prefeitura reforça que, caso o número de contaminados e internações aumentar rápido demais, a lei municipal é que estabelecerá a previsão de fechamento de atividades comerciais. Para o município evitar esse marco negativo, a Secretaria Municipal de Saúde está se estruturando com mais profissionais, mais equipamentos e protocolos unificados de atendimento na rede municipal que, fortalecida, buscará atender à população com todos os recursos disponíveis no intuito de salvar vidas, lembrando sempre que a maior estratégia de Saúde é a prevenção de cada um. Quanto ao posicionamento do Estado, este será dado pela Comunicação do Governo de Rondônia, tão logo seja possível.

Para aumentar a oferta de atendimento no combate à covid-19 em Vilhena, a Prefeitura publicou nesta quinta-feira edital de teste seletivo para contratação de 30 médicos, 10 enfermeiros, 40 técnicos em enfermagem e 10 fisioterapeutas, totalizando 90 profissionais de Saúde para atuação na Central de Atendimento à Covid-19. As inscrições ficam abertas do dia 3 de julho ao dia 5 de julho. Acesse o edital na íntegra pelo link: www.bit.ly/editalsaudecentralcovid.

O Estado registrou até hoje 21,9 mil casos confirmados e 530 óbitos. No Brasil o número de casos confirmados já ultrapassou 1,501 milhão, com 62 mil mortes. No mundo são 11 milhões de casos confirmados e 523 mil mortes.

ATENDIMENTO – Pessoas que tenham sintomas ou se considerem suspeitas de ter covid-19 devem procurar os postos de Saúde em Vilhena. Aos fins de semana a unidade em funcionamento é a Afonso Mansur, na avenida Brigadeiro Eduardo Gomes. Leia todo o protocolo de atendimento no link: http://www.vilhena.ro.gov.br/index.php?sessao=b054603368vfb0&id=1411266.

DENÚNCIAS – Denúncias de descumprimento de normas de Saúde podem ser feitas pelos números: 190 da Polícia Militar (24h) ou 3322-1936 da Vigilância Sanitária (7h às 17h30, de segunda a sexta-feira).

MAPA – Veja mapa, gráficos e tabelas dos casos da cidade no Painel Covid-19 Vilhena disponível no site da Prefeitura, no menu “Serviços” e também pelo link direto: www.bit.ly/painelcovidvilhena.

TESTES – Os testes podem ser feitos somente após encaminhamento médico de posto de Saúde. Para entender em detalhes como funcionam os testes disponíveis na cidade, tanto os de método rápido como de laboratório, leia a nota explicativa da Prefeitura em: www.bit.ly/testescovid19vilhena.

Cheque as informações antes de divulgá-las em grupos. Acompanhe o site e a página da Prefeitura de Vilhena no Facebook para ter acesso a informações corretas sobre a pandemia em Vilhena.

www.vilhena.ro.gov.br

Fonte: Secretaria Municipal de Saúde