Comissão entendeu as explicações do prefeito, porém pediram que ele mesmo explicasse a situação à categoria na assembleia de amanhã

DSCN5982[dropcap]A[/dropcap] comissão formada por representantes do Sindsul esteve reunida por aproximadamente 3 horas com o prefeito José Luiz Rover e seus secretários municipais. Foram lidos 19 itens da pauta de reivindicações dos grevistas e discutido um por um por ambas as partes.

O prefeito José Luiz Rover foi conciliador e conseguiu mostrar com números e com a afirmação dos próprios representantes dos grevistas de que houve uma significativa melhoria em todas as categorias municipais, exceto a dos enfermeiros que formará uma comissão para se reunir com o secretário de saúde para discutir suas reivindacações.

Rover explicou cada detalhe e cada benfeitoria que as classes receberam, esclareceu dúvidas e deixou claro que só poderá ter um posicionamento no dia 30 de outubro de este ano e não neste momento.

A explanação começou na esfera municipal, se estendeu na esfera estadual e chegou à economia nacional e à crise econômica que enfrenta o governo Dilma, assim como a desastrada política de isenção de IPI para os veículos, materiais de construção e linha branca que puniu os municípios cortando repasses federais. “A Dilma deu os incentivos e os cobrou dos municípios”, explicou Rover.

Devido a essa política o repasse do FUNDEB teve um recorte de 3 milhões, no total são mais de 7 milhões que deixaram de alimentar o orçamento municipal. “Tem muitos prefeitos no Brasil que não estão conseguindo nem pagar os funcionários, nós estamos propondo um aumento que virá com a aprovação dos royalties do petróleo que destinará 75% para a educação e 25% para a saúde, só que temos que esperar ser aprovado agora em outubro”, esclareceu Rover.

Os representantes concordaram com a situação, apesar de certos pontos que ainda ficaram para resolver num futuro, mas explicaram que não poderiam convencer seus representados a terminarem a greve com os argumentos apresentados. O prefeito comprometeu-se a estar presente na assembleia de amanhã às 10h para repetir o que levou 3 horas de explicações e números para os representantes, numa tentativa de acabar com a greve.

[tabs] [tab title=”Rondônia Em Pauta”]Por Hernán Lagos[/tab] [/tabs]

[print-me]