imageEssa é a conclusão óbvia que chegamos após as primeiras manifestações dos principais candidatos que disputam o trono do Planalto Republicano Brasileiro. Não me venham os simpatizantes que se dizem oposição a imoral administração petista dizer o contrário. A verdade, nua e crua, que se apresenta e que não quer calar é: não temos previsão de mudanças no futuro e longínquo horizonte brasileiro. Querido eleitor do país que já ostentou o título de “país do futebol”, todos eles, em tese, defendem as mesmas coisas. PSDB com Aécio Neves, PSB com Marina Silva e o PT da Dilma Rousseff, ambos são as faces incapazes de rompantes que possam causar qualquer tipo de mudança real nesse país de bundas a mostra e mensaleiros do planalto central. Votar em qualquer um desses significa votar na mesmíssima coisa. Não existe entre as falas e propostas dos que disputam o trono brasileiro, nada que efetivamente traga alento aos sonhos de desenvolvimento econômico, cultural e social no nosso país do Carnaval, seja em curto, médio ou longo prazo.

Você que lê essa análise pode se perguntar: como poderíamos mudar verdadeiramente este país? Respondo sem muitas dificuldades, para mudarmos o Brasil precisamos ferir o idealismo cultural e histórico de um pequeno grupo de poderosos, que desde Cabral, se alimentam de todo o sistema político e econômico apodrecido existente e que desgraça sua vida! Fui muito genérico? Vou esmiuçar. Para mudarmos este país, por exemplo, precisaríamos retirar a força das instituições políticas partidárias e ao mesmo tempo, entregá-las as instituições técnicas. Precisamos ter a coragem de dizer que o legislativo brasileiro deve ter um decréscimo de pelo menos oitenta por cento, (deveria mesmo é deixar de existir). Vereadores não precisam de orçamento nem de salários. A Câmara Federal, composta pelo Senado e Congresso Nacional poderiam ter seus orçamentos reduzidos em oitenta por cento. O número de parlamentares reduzidos em cada casa em oitenta por cento. Pronto! Começamos a mudar o Brasil. Todos, somos sabedores, que a maior parte dos representantes do nosso legislativo, se praticasse seus desmantelos em outros países sérios e desenvolvidos, estariam cumprindo prisão perpétua por desviar e se beneficiar com esquemas demoníacos que geram o caos terceiro mundista que tanto nos fere neste país. Nenhum dos presidenciáveis apresenta um plano real de diminuição de gastos públicos. Precisamos de amplas reformas num judiciário que não funciona. Precisamos de uma drástica diminuição da carga tributária. Uma ampla reforma política, tudo nesse país gira em torno de política, desde um exame até vaga em escola pública as pessoas recorrem a vereadores ou outras “autoridades” políticas. Não existem propostas sérias e confiáveis em tais setores que são fundamentais em nossas vidas.

O parlamento brasileiro é altamente nocivo e parasitário, será que isso é novidade para alguém de juízo equilibrado? Claro que não. Aqui em Rondônia nossos parlamentares nos municípios e na Assembleia Legislativa são exemplos de má conduta, desleixo, desmantelo e imoralidade. Infelizmente, são exemplos vivos dessa horrorosa realidade brasileira. Ainda na argumentação de que é possível mudar, diria que o caminho para essa transformação passa necessariamente pela transformação das nossas escolas e universidades, elas precisam sair da periferia “escrota” do saber para se tornarem centros de excelência em relação ao estudo, pesquisa, arte e cultura. Nossos professores possuem, na maioria das vezes, um nível cultural bem abaixo da média mundial. Enquanto nossas instituições de ensino sobreviverem nessa condição humilhante de periferia, gueto e lixão do conhecimento, não teremos uma realidade diferente, que não seja para baixo, para o fundo de um poço sem fundo! Sei da existência de professores e alunos que lutam se dedicam e blábláblá e mais um blá. A verdade é que todos nós, de alguma forma nos acomodamos a realidade medíocre do degredo, arroz com feijão, novela das oito e conversa fiada do Willian Bonner que se tornou uma espécie de sonho de consumo e verdade nacional. No fundo ele é a face séria de mais um Big Brother Brasil dando alento aos rotos rostos tristes da imensa maioria dos telespectadores brasileiros. Pessoas que se orgulham em defender programas como o bosta família, ops, bolsa família. Minha casa minha dívida, ops, minha vida, programas de cotas para negros em Universidades, etc. A necessidade desses programas deveriam nos envergonhar, pois esse país é rico e ninguém deveria viver de sobras e restos. Após a corrupção desenfreada existente e tão comum, que mantém os cofres das grandes autoridades abarrotadas e transbordando, a sobra fica com a maioria ingênua e faminta que aplaude tais programas.

Emmanoel-Gomes-Artigos-207x300O fato é que nenhum desses candidatos, nem de forma enganosa, propõe um novo país para ninguém. Um país que não seja para eles e aqueles que os rodeiam como satélites presos à gravidade do dinheiro e poder do Estado. Ficam ricos ao se alimentarem da extorsão oficial do nosso minguado dinheiro arrecadado, através da intolerante e imoral política tributária brasileira. Arre égua, sai demônio! Desculpe querido leitor é que deu um arrepio danado agora! Essa realidade tão tupiniquim, pelo menos para mim, é aterrorizante! A luz ao final do túnel não existe. Tenho a certeza que a chegada da “tiurma” petista ao poder, na história recente do Brasil, colaborou em muito para empurrar qualquer possibilidade de transformação para o além. Aqui, nobre “cara pálida”, as coisas, por mais mil anos, ficarão assim. Detesto esse meu texto, negativo, tristonho e desprovido de esperanças. Gostaria de ver as coisas diferentes, mas acho um saco mentir e enganar as pessoas, principalmente enganar a mim mesmo. Desculpem, mas a realidade, essa palavra extraordinária, não quer calar em mim, nem que seja minha realidade somente. Quem muda é você e quando quer, um mundo novo, nova sociedade não cai do céu, não surge por obra divina ou por obra do acaso. O mundo muda quando você mudar. Seja honesto, trabalhador, se dedique aos amigos, família, estudos. Mais uma coisa, transe bem com sua mulher, pois sempre temos a possibilidade de ver as coisas ficarem piores do que estão! Se divirta, busque experiências que lhe dê prazer. Os políticos brasileiros definitivamente não vão mudar o Brasil, quem pode fazer alguma coisa pelo pobre país da “pizza de bananas” é você. Não se engane, exige muito esforço, dá muito trabalho!