André Sousa Pereira, juiz titular da Vara do Trabalho de Vilhena/RO

André Sousa Pereira, juiz titular da Vara do Trabalho de Vilhena/RO

[pullquote]Sistema de informática trará celeridade a processos que tramitam no Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região, e dará fim a autos em papel no Poder Judiciário[/pullquote]

[dropcap]A[/dropcap] cerimônia de instalação do sistema, que revoluciona o judiciário vilhenense ao por fim ao processo em papel, ocorreu nesta sexta-feira, 19 às 9h, na sede da Vara do Trabalho.

“A Justiça do Trabalho vai trabalhar mais rapidamente e vai distribuir justiça com maior celeridade. É um avanço tecnológico formidável e chega agora a Vilhena”, disse André Sousa Pereira, juiz titular da Vara do Trabalho de Vilhena/RO.

DSCN0371A presença física tanto de quem reclama quanto de quem é reclamado passa a ser obrigatória, com o PJe-JT (Sistema de processo judicial eletrônico), apenas nas audiências iniciais e de instrução. Todos os demais passos poderão ser acompanhados pela internet. Além disso, as audiências ficarão informatizadas e uma equipe de técnicos auxiliará no uso da nova tecnologia.

O Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho é um sistema nacional, concebido para unificar todas as instâncias da Justiça do Trabalho e, futuramente, estará conectado a outros segmentos do Poder Judiciário, conforme padrão adotado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Trata-se de um sistema único, que permite a execução de todos os atos processuais pela internet.

DSCN0368A implementação do PJe-JT traz uma série de benefícios que tornam a Justiça do Trabalho mais célere e eficiente, com a diminuição do tempo de tramitação dos processos, uma vez que várias etapas burocráticas passam a ser automatizadas. Além disso, merece destaque também a grande redução no consumo de papel, que passa a não ser mais necessário diante da tramitação eletrônica.

O PJe-JT será utilizado apenas para novas ações trabalhistas que forem ajuizadas nas Varas do Trabalho do município a partir desta sexta-feira. Processos antigos, em papel, permanecerão da mesma forma até serem concluídos. No PJe-JT, os advogados necessitarão da certificação digital para atuar. Tal característica garante a integridade e confiabilidade do sistema.