Vítima e suspeitos foram ouvidos pela Polícia Civil em Porto Velho — Foto: Governo de RO/Reprodução

Vítima e suspeitos foram ouvidos pela Polícia Civil em Porto Velho — Foto: Governo de RO/Reprodução

Uma travesti de 31 anos foi agredida por um sargento do Exército após se recusar a fazer programa sexual com o suspeito e mais um amigo dele. O caso aconteceu na madrugada desta quinta-feira (3) em um motel da avenida Rio Madeira, bairro Embratel, em Porto Velho. O crime foi registrado como lesão corporal na Central de Flagrantes.

De acordo com a Polícia Militar, a guarnição foi acionada para atender a ocorrência e, ao chegar no local, encontrou a travesti ferida, com cortes pelo corpo.

A vítima explicou que o sargento e o amigo dele solicitaram os serviços dela. Já no motel ela falou aos homens que não realizaria o programa sexual com os dois.

Nesse momento o sargento se exaltou, quebrou uma taça de vidro e atacou ela. O amigo do suspeito então interveio e segurou o militar. A travesti teve ferimentos no braço esquerdo, dedos e costela esquerda.

Depois de ouvir a vítima, a polícia foi até o quarto do motel onde tudo aconteceu. O agressor, de 27 anos, estava no local.