min-A-Malagueta-Coluna-Ro-Em-Pauta

ELEIÇÕES 2014 A COISA VAI PEGAR FOGO!

Depois das convenções partidárias e tantas armações, a “tiurma” que não quer largar o osso, tenta definir o próximo quadro sucessório na política brasileira. A população mais “antenada” fica de cabelo em pé em meio a tanta confusão, engodo e falta de respeito com o Estado, País e principalmente com o indignado cidadão. De cara, a maioria dos candidatos são fixa suja, porém não dão muita bola para o judiciário, ainda mais agora com a aposentadoria do Paladino de Ébano Joaquim Barbosa. Nas tais convenções que mais parecem um circo onde os palhaços somos todos nós, assistimos a um festival de hipocrisias, inimigos viram amigos da noite para o dia. Desafetos se abraçam. Alianças, as mais esdruxulas que possamos imaginar, são feitas e desfeitas como se tudo fosse muito natural. Tudo em nome da “posse sobre os cofres públicos”.  Fica muito claro que o atual modelo eleitoral e partidário é maléfico, inviável e ineficaz, permite todo tipo de conchavo e mazela. É interessante notar a sede, fome e desejo de se escorar em um mandato. Poucos dos que concorrem possuem conhecimento adequado ao cargo que pretende ocupar. O Brasil, seus estados e municípios possuem tetas grandes e leitosas, muitos pretendem o eterno “mamar”. Malagueta faz nesse inicio uma prévia de cada candidato aos cargos majoritários no objetivo de evitar no amanhã aquele triste e melancólico “eu não sabia que seria assim”.

“Nunca se mente tanto como antes das eleições, durante uma guerra e depois de uma caçada”.

Otto Von Bismarck

 

PADRE TON

Candidatura sem futuro. Tentou o apoio de todos e não conseguiu. Saiu sozinho e sem se dar conta de que o PT de hoje não possui a pureza das origens, não tem mais aquela militância idealista, hoje tem que pagar formiguinhas como os outros. Partido que em pouco tempo na história, tornou-se exemplo de maus feitos fazendo inveja aos representantes da demoníaca “burguesia de outrora”. O Padre representa o partido que não conseguiu sair das páginas policiais desde a chegada do seu líder maior ao poder. Ocupa as páginas policiais tanto em Brasília quanto aqui. Nasceu com a promessa de combater a corrupção e distribuir renda, as duas coisas não aconteceram. Entre suas façanhas maléficas, estão os desvios na PETROBRÁS, empresa que de orgulho nacional passou a vergonha nacional, também viram boa parte da sua cúpula na cadeia. A distribuição de renda petista retirou milhões da miséria e levou para a pobreza. É esse o grande legado da companheirada! Eles sentem orgulho de programas como “bolsa família”. Sistema de compra de votos como nenhum outro na história desse país. Padre Ton está completamente desafinado, seria expulso de qualquer bandinha de garagem da periferia. Completamente fora do Tom. Carrega a tira colo gente como Roberto Sombrio ops, Sobrinho (candidato a deputado federal), e Epifania e seu mandato pífio (deputada estadual). O primeiro sentiu o gosto da cadeia, foi preso por desvios e incompetência, quase todos os seus secretários foram presos e estão respondendo a gravíssimas denuncias por roubo do dinheiro público. A outra é chegada do Valter Tocaia Grande Araújo. Sua vice é a vereadora Fatinha que foi secretária municipal do Roberto Sombrio. O time Epifania, Roberto e Cia, tremem na base só de ouvir as palavras: Judiciário, Ministério Público e Tribunal de Contas correm até de bombeiros! Ao ouvirem uma sirene, mesmo que seja de ambulância se escondem! A companheirada deve perder espaços nas próximas eleições. Não tenham duvidas, ali a coisa é feia, muito feia.

“A liberdade de eleições permite que você escolha o molho com o qual será devorado”.

Eduardo Galeano

 

EXPEDITO JUNIOR

Sua tríade, governador, vice e senador é bem conhecida no judiciário. Os três possuem graves problemas com a lei. Expedito nunca conseguiu terminar seus mandatos, o cara está acostumado com cassações. Existem sérias duvidas se realmente poderá concorrer. Muitos advogados acreditam que sua situação com a justiça está longe de se resolver. Seu vice, deputado Neodi Carlos, é condenado pela justiça no esquema da folha paralela da Assembleia. Aquele roubo que envolveu quase todos os deputados, inclusive o Marcos Donadon que por outro crime se encontra condenado. Tanto Expedito quanto Neodi Carlos correm o sério risco de serem rejeitados pelo TRE. Caso consigam o registro, terão que responder ao eleitorado em função de tantos problemas judiciais. Para piorar o quadro da dupla, o candidato desses dois fixas sujas ao senado, também é um Cascão, aquele personagem da turma da Mônica que não toma banho, o cara está impugnado pela justiça e com certeza deverá dar vaga para outro, trata-se do senhor Moreira Mendes. Um grande problema para Expedito, caso consiga ter a candidatura validada é a Jaqueline do Italiano, a briga dos dois promete! Para piorar, disputam a mesma base eleitoral.

“Antes das eleições os candidatos tem muitos predicados, mas é depois que se conhece o sujeito”.

Rutra Larama

 

JAQUELINE CASSOL

Muitas duvidas rondam essa candidatura, para se ter uma ideia, surgiram muitas vaias na convenção, lá em Porto Velho, na hora em que seu nome foi apontado como o vitorioso. É que o Deputado Maurão alimentava esperanças de ser escolhido candidato ao governo pelo Italiano, que acabou lhe dizendo: Scuzi Maurão. Ma che vuoi. Senti? Ma Jaqueline é sorella mea. Capiche! Traduzindo: Desculpe Maurão mais o que você quer? Jaqueline é minha irmã. Entendeu! Todos sabem que sua candidatura como as demais não resultaram de um processo democrático, aliás, a família do Italiano-mor possui verdadeira aversão a qualquer sinônimo da palavra democracia. Ali é trator mesmo! Sua irmã é uma tentativa desesperada de se manter com as mãos nos cofres públicos. A coisa é tão feia, que seu irmão Cezar Ksol apoia o seu maior desafeto em vida o Expedito Junior. O Italiano está impedido de se candidatar pela justiça por ter realizado malfeitos, mesmo assim, tenta através da irmã manter os dentes cravados em “lá bella pasta”, ops, no osso. É mais ou menos assim, vote na Jaqueline e ganhe um Italiano de brinde, não tenham dúvidas é ele que manda e quem vai mandar caso a moça seja eleita. Em Vilhena esse golpe é bem conhecido!

“As eleições terminaram em segundo turno e as pessoas terminaram em segundo plano”.

Felipe Figueiredo

 

CONFÚCIO MOURA

Fez um governo marcado por crises e corrupção, várias operações da policia civil e federal apontaram esquemas de desvios em seu governo. É verdade que o Governador conseguiu escapar. Viu bem de perto boa parte do seu grupo se enrolar com a justiça. O filósofo e médico Doutor Confúcio, acabou escapando. Seu primeiro mandato foi pífio, só na educação passaram quatro secretários em quatro anos. Sua candidatura vem forte, o homem possui a máquina na mão e uma composição de partidos com muito espaço na televisão. Um acerto foi a escolha do seu vice, Daniel Pereira sindicalista, carismático, inteligente e um dos poucos candidatos fixa limpa dessa eleição. Seu candidato ao senado é o homem cobra criada da Cascavel. Em todas as avaliações sérias Confúcio se reelege.

“A política é a arte de escolher entre o desastroso e o intragável”.

John Kenneth Galbraith

 

PIMENTA DE RONDÔNIA

Vai fazer um estrago nessas eleições se conseguir chamar a atenção do eleitorado para o fato de ser o único a realmente representar a capital do Estado. Se o eleitor votar com bairrismo, Pimenta de Rondônia vai surpreender e provocará uma grande correria dos concorrentes no segundo turno. Único candidato apreciador de Tacacá, Jaraqui, Pirarucu e Macaco assado no pau da venta. Se sua conversa pegar vai dar muito trabalho aos adversários. Ele vem pelo PSOL e o que conseguir é lucro. Pimenta nunca possuiu mandato eletivo, fixa limpa, homem bem vivido de fala fácil e convincente. Malagueta vota nele.

“A corrupção não é uma invenção brasileira, mas a impunidade é uma coisa muito nossa.”

Jô Soares