Hermínio Coelho e o general Jorge Ernesto Pinto Fraxe no tumulto

Hermínio Coelho e o general Jorge Ernesto Pinto Fraxe no tumulto

[dropcap]O[/dropcap] senador Valdir Raupp de Matos e a deputada federal Marinha Raupp (ambos do PMDB), prestaram na manhã desta segunda-feira (13 de maio) em Ji-Paraná, um grande desserviço ao povo de Rondônia, e, em especial, às populações de Nova Mamoré e Guajará-Mirim. Usando de truculência, baixaria e da condição de parlamentares federais, impediram que o diretor geral do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit), general Jorge Ernesto Pinto Fraxe assistisse a um documentário de 5 minutos, relatando a dramática situação das populações atendidas pela BR-425.

Presidente da ALE Hermínio Coelho e o general Jorge Ernesto Pinto Fraxe, diretor geral do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit)

Presidente da ALE Hermínio Coelho e o general Jorge Ernesto Pinto Fraxe, diretor geral do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit)

O documentário foi produzido pelo Departamento de Comunicação Social da Assembleia Legislativa. Hoje (13), o presidente da ALE, deputado Hermínio Coelho (PSD), juntamente com uma comitiva de moradores e lideranças de Guajará-Mirim e de Nova Mamoré, tentou por diversas vezes um rápido encontro com o diretor geral do Dnit em Ji-Paraná, mas o senador Valdir Raupp e a deputada federal Marinha Raupp, simplesmente boicotaram o encontro.

DSC_0021Em tom arrogante, e se valendo do fato de o diretor do Dnit ter vindo a Rondônia acompanhando a Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado Federal, Valdir Raupp impediu que ocorresse a exibição do vídeo. Os senadores Acir Gurgacz e Ivo Cassol ainda tentaram reverter a situação, alertando o colega Raupp sobre a importância do general tomar conhecimento da precariedade da estrada e dos prejuízos que a população acumula.  Mas de nada adiantou. Aparentando total descontrole, o senador Valdir Raupp gritou que o diretor do Dnit estava aqui em Rondônia para cumprir uma agenda do Senado Federal.

BR-425-2O presidente da ALE, deputado Hermínio Coelho, disse que mais uma vez as populações de Nova Mamoré e de Guajará-Mirim foram penalizadas, e se perde uma grande oportunidade do comando maior dos Transportes do Governo Federal constatar a precariedade da BR-425. A Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado Federal, responsável pelas diligências em Rondônia, desembarcou hoje pela manhã (13) em Ji-Paraná e se deslocou posteriormente de Pimenta Bueno até Ouro Preto, inspecionando tão somente a BR-364

[tabs]
[tab title=”Rondônia em Pauta”]Autor: Departamento de Comunicação Social
Redator: Paulo Ayres
Release: 13.05.2013[/tab]
[/tabs]

[print-me]