No entanto ainda falta o resultado de outro laboratório

rentaSílvia Renata Bertozzi Araújo, de apenas 14 anos, morreu na UTI do Hospital Regional de Vilhena

O laudo foi entregue em mãos à diretora do IFRO, Maria Fabíola Assunção, pelo coordenador da Vigilância em Saúde de Vilhena, Paulo Cremasco. Pois a notícia causou transtornos no meio acadêmico do instituto, deixando os alunos assustados, a diretora realizou uma palestra explicando que tudo não passou de um susto.

Foram realizados dois testes, um enviado para um laboratório de São Paulo e outro para Porto Velho. O laudo que já está disponível é o que veio de São Paulo e constata que a adolescente não faleceu em decorrência do vírus Influenza H1N1, conhecido como gripe suína, também deu negativo para Leptospirose.

O laudo de Porto Velho, que deveria ter chegado antes que a de São Paulo, poderá chegar na próxima semana e pode dar um resultado diferente.

[tabs]
[tab title=”Rondônia Em Pauta”]Por Hernán Lagos

Fonte: Bom dia Amazônia[/tab]
[/tabs]

[print-me]