Vilhena registrou nove casos confirmados a mais, 11 novos suspeitos e três recuperados. Dessa forma, Vilhena registra até as 18h de 1º de dezembro: 4.245 casos confirmados de vilhenenses, nove positivados moradores de outras cidades, 69 óbitos de vilhenenses, nove óbitos de moradores de fora e 30 casos suspeitos. Há atualmente no município 103 casos ativos de moradores de Vilhena, bem como 4.073 já recuperados e 15 transferidos.

A taxa de letalidade da pandemia em Vilhena é de 1,63%. No Estado a taxa ficou em 1,99%, no Brasil em 2,82%, na América do Sul em 2,99% e no mundo em 2,40%.

Há três pacientes internados com covid-19 em isolamento na Central de Atendimento à Covid-19. Um na UTI sem necessidade de respirador do sexo masculino com 75 anos e dois na Enfermaria, um do sexo masculino com 61 anos e um do sexo feminino com 69 anos. A taxa de ocupação de leitos da Central de Atendimento à Covid-19 é de 6,5% (sendo 5% na UTI e 7,6% na Enfermaria).

O Estado registrou até hoje 80,8 mil casos confirmados e 1.567 óbitos. No Brasil o número de casos confirmados já ultrapassou 6,388 milhões, com 173,8 mil mortes. No mundo são 64,1 milhões de casos confirmados e 1,486 milhão de mortes.

DECRETO EM VIGOR – O principal decreto municipal que trata do combate à pandemia no município tem seu texto mais atualizado disponível em: http://www.bit.ly/decretocovid19vilhena.

ATENDIMENTO – Pessoas que tenham sintomas ou se considerem suspeitas de ter covid-19 devem procurar os postos de Saúde em Vilhena. Aos fins de semana a unidade em funcionamento é a Afonso Mansur, na avenida Brigadeiro Eduardo Gomes (das 7h às 19h).

DENÚNCIAS – Denúncias de descumprimento de normas de Saúde podem ser feitas pelos números: 190 da Polícia Militar (24h) ou 3322-1936 da Vigilância Sanitária (7h às 17h30, de segunda a sexta-feira).

MAPA – Veja mapa, gráficos e tabelas dos casos da cidade no Painel Covid-19 Vilhena disponível no site da Prefeitura, no menu “Serviços” e também pelo link  direto: www.bit.ly/painelcovidvilhena.

BOLETIM PMV N° 261 – 01/12/20
CORONAVÍRUS (COVID-19)